PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Jovem de 18 anos é espancada e tem os cabelos cortados por gangue em Belo Horizonte

25.ago.2017 - Polícia na favela Aglomerado da Serra, em Belo Horizonte - ALEX DE JESUS/O TEMPO/ESTADÃO CONTEÚDO
25.ago.2017 - Polícia na favela Aglomerado da Serra, em Belo Horizonte Imagem: ALEX DE JESUS/O TEMPO/ESTADÃO CONTEÚDO

Carlos Eduardo Cherem

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte

31/08/2017 12h04

Uma garota de 18 anos foi espancada por uma gangue de jovens, supostamente por fazer amizade com membros de um grupo rival em Minas Gerais. Ela sofreu fraturas e teve o cabelo raspado.

O caso aconteceu no Aglomerado da Serra, a maior favela de Belo Horizonte, na quarta-feira.

A PM (Polícia Militar) recebeu uma denúncia anônima sobre o caso. Na praça Arauto, na vila Nossa Senhora Aparecida, os policiais encontraram a moça em estado de choque e bastante ensanguentada.

Ela teve uma mão e um braço quebrados, apresentava diversos hematomas pelo corpo e tinha um corte profundo na cabeça. Vestia apenas sutiã e calça jeans e teve os cabelos cortados.

A garota disse aos policiais que estava em casa quando um amigo de 15 anos foi até lá e lhe pediu para descer até a praça Arauto.

Ela atendeu ao pedido, mas ao chegar ao local foi cercada pelos oito homens, que lhe agrediram com socos e chutes - enquanto um deles colocava uma arma dentro de sua boca. Um pedaço de madeira também foi usado nas agressões.

A jovem disse os policiais que suspeita ter sido agredida por integrantes de uma gangue conhecida como "Pau Comeu". O motivo do espancamento teria sido ela ter feito amizade com membros de um grupo rival, o Del Rey.

De acordo com a polícia, as duas gangues disputam o controle do tráfico de drogas em uma região da favela conhecida como Nossa Senhora Aparecida.

Suspeitos

Os policiais fizeram buscas na área e localizaram os suspeitos. Foram apreendidos três jovens de 14, 15 e 17 anos de idade e cinco adultos. 

Os menores de idade foram conduzidos à divisão de orientação e proteção à criança e ao adolescente da Polícia Civil. Já os cinco adultos de 20, 23, 24, 25 e 30 anos foram presos e encaminhados à central de fragrantes da polícia

A moça foi internada em uma unidade de pronto atendimento da capital mineira. O UOL não localizou parentes dela para comentar a agressão.

 

Cotidiano