Violência no Rio

PM e 2 suspeitos morrem em confronto em favela do Rio; agente é o 116º PM morto no ano

Do UOL, no Rio

  • Arquivo Pessoal

    O sargento Wendel Mescolin foi morto em confronto com criminosos

    O sargento Wendel Mescolin foi morto em confronto com criminosos

Um policial militar e dois suspeitos morreram em troca de tiros nesta segunda-feira (6) na comunidade da Mundial, em Honório Gurgel, zona norte do Rio de Janeiro. O 2º sargento Wendel do Nascimento Mescolin, 44, é o 116º policial militar morto no Estado.

Na madrugada de hoje, PMs do 9º BPM (Rocha Miranda) iniciaram operação na comunidade da zona norte após receberem informações sobre um confronto entre criminosos rivais. No início da ação, um homem foi morto em confronto com os policiais na rua Dr. Aerolino de Abreu. Com ele, segundo informou a PM, foi apreendida uma pistola 9 mm, uma granada e um rádio transmissor.

Por volta das 7h30, uma equipe de policiais que realizava o vasculhamento da área entrou em confronto com criminosos armados. O policial foi ferido e levado para o hospital Carlos Chagas. O criminoso que atingiu o policial foi morto no local e, com ele, segundo informou a corporação, apreendido um fuzil AK-47 e drogas.

A perícia da Delegacia de Homicídios foi acionada. Na manhã de hoje, a operação ainda estava em andamento. O sargento Wendel passou por cirurgia no hospital Carlos Chagas, mas não resistiu. Ele tinha 16 anos na corporação e deixa mulher e dois filhos.

Por meio de nota, a Polícia Militar lamentou a morte do policial e informou que está no hospital dando suporte à família.

Duas mortes de PMs em uma semana

O sargento Alessandro Galdino Marques, 35, foi o 115º PM a ser assassinado no Rio de Janeiro neste ano. De acordo com a polícia, ele estava abastecendo seu carro em um posto de combustíveis na rodovia Presidente Dutra, na altura de Nova Iguaçu (RJ) na noite da última quinta-feira (2), quando os criminosos anunciaram o roubo.

Na terça-feira passada (31), o cabo Rafael Santa Ana Corrêa, foi baleado dentro de uma drogaria em Campo Grande, zona oeste do Rio. Já o comandante do 3º Batalhão da Polícia Militar do Rio de Janeiro, tenente-coronel Luiz Gustavo de Lima Teixeira, 48, morreu após ter sido vítima de um ataque a tiros, no dia 26.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos