Estudante cai de ônibus escolar com portas amarradas e fica em estado grave

Eduardo Carneiro

Colaboração para o UOL

  • Adélcio Vieira/Facebook ConexãoBR

    Estudante se feriu gravemente ao cair da porta dianteira de um ônibus escolar em GO

    Estudante se feriu gravemente ao cair da porta dianteira de um ônibus escolar em GO

Um estudante de 14 anos se feriu gravemente ao cair da porta dianteira de um ônibus escolar que circulava em condições precárias. O acidente aconteceu no início da tarde do último dia 31 de outubro na cidade de Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. O caso é acompanhado pela Polícia Civil e pela secretaria de Educação da cidade, assim como a Câmara Municipal.

Segundo o UOL apurou, o veículo tinha a porta da frente presa apenas por uma corrente com cadeado. A de trás, era amarrada por uma corda. Além disso, o veículo tinha pneus carecas e irregularidades na documentação. O adolescente estava encostado na dianteira quando caiu no asfalto no momento em que o motorista fazia uma curva na BR-040.

Adélcio Vieira/Facebook ConexãoBR
Ônibus escolar tinha a porta da frente presa apenas por um cadeado

O ônibus foi recolhido pela Polícia Civil e ficou no pátio de uma das delegacias da cidade. A reportagem apurou que o motorista chegou a ser preso por portar um documento falso, mas acabou liberado após pagamento de fiança. Há ainda a suspeita de que o veículo transportava um número de adolescentes acima da capacidade permitida.

O estudante recebeu atendimento médico e foi encaminhado ao Hospital Regional de Santa Maria, no Distrito Federal. Seu estado é grave, mas estável, de acordo com a Secretaria de Educação, que acrescentou que a prefeitura de Valparaíso está dando todo suporte ao paciente e a seus familiares. O hospital não divulgou informações sobre o quadro do jovem à reportagem.

Sobre o ônibus, a Secretaria de Educação de Valparaíso de Goiânia informou ao UOL que o veículo em questão e seu motorista são de uma empresa terceirizada e que o veículo estava circulando em substituição a outro que estava em manutenção, o que é previsto em contrato. Além disso, afirmou que submete todos os veículos a vistorias regulares.

A secretaria tomou conhecimento de que o motorista portava documentos indevidos e que a empresa descumpriu uma série de cláusulas do contrato que seguem o padrão da portaria do Detran ao colocar o veículo do acidente em circulação.

A prefeitura agora entrará em contato com o segundo colocado no processo de pregão presencial de licitação do transporte escolar da cidade, como previsto em casos de distrato. Enquanto define a situação, as autoridades já colocaram um novo veículo para preencher a linha do ônibus envolvido no acidente sem que os estudantes sejam prejudicados.

Elvis Santos (SD), Professor Silvano (PT), Nerivaldo Agiliza (PR) e Paulo Galego (PPL), quatro vereadores de oposição ao prefeito Pábio Mossoró (PSDB), apresentaram na sessão da Câmara Municipal da tarde desta quarta-feira (8) um requerimento para instaurar uma comissão que investigue os acordos dos transportes escolares da cidade e as causas do acidente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos