Um bloqueio na corrupção, direitos, amor, grana, sexo: o que esperar de 2018?

Adriana Terra

Colaboração para o UOL, em São Paulo

Mudança de vida, mulheres na liderança, sexo, bloqueio na corrupção e convivência estão entre os muitos desejos para 2018, feitos por pessoas que moram em São Paulo. Veja quem são e o que esperam para o ano que começa.

Ricardo Matsukawa/UOL
''Mudar a vida. Mudar o país. Mover de amor!'' Ismael Ivo, bailarino e coreógrafo, retornou ao Brasil após três décadas na Europa para assumir o Balé da Cidade, tornando-se o primeiro diretor negro da companhia de dança

Ricardo Matsukawa/UOL
''Que as relações sejam temperadas com + tolerância", pede a chef Danielle Borges acaba de abrir o pub vietnamita Bia Hoi, no centro da cidade

Ricardo Matsukawa/UOL
''Por mais mulheres na liderança: se não é por justiça social, será por poder econômico.'' Carine Roos é fundadora da Upwit, organização que visa a inclusão de mais mulheres na tecnologia e na inovação. ''Uma pesquisa da consultoria McKinsey mostra que, se houvesse equidade de gênero no mundo, o PIB global subiria US$ 28 trilhões em dez anos''

Ricardo Matsukawa/UOL
''Mais amor ao próximo e mais educação para nossas crianças!'' Fabiano Kim, filho de imigrantes coreanos do ramo da confecção, é dono da padaria BellaPan, que fica na região do Bom Retiro, no centro de SP

Ricardo Matsukawa/UOL
''Um bloqueio na corrupção.'' Jaqueline Carvalho, atleta do vôlei brasileiro, é pernambucana e vive em São Paulo

Ricardo Matsukawa/UOL
''Desejo 2018 infinitamente musical, muitos shows, meus trabalhos reconhecidos e muito amor e carinho para todos.'' A cantora Bernadete, da escola de samba Peruche, é uma das intérpretes pioneiras do samba paulistano

Ricardo Matsukawa/UOL
''Sexo & grana & música.'' Raquel Virgínia é uma das vocalistas de As Bahias e a Cozinha Mineira. Em 2017, a banda lançou seu segundo disco, que foi elogiado por artistas como Alcione

Ricardo Matsukawa/UOL
"Acredito que as coisas vão se ajustar, mesmo diante de tudo o que estamos vendo acontecer no país", diz o empresário Walter Mancini. Dono de alguns dos restaurantes italianos mais tradicionais da cidade, o paulistano nasceu no Brás há mais de sete décadas e se declara um apaixonado por SP

Ricardo Matsukawa/UOL
''Espero 2018 com uma superação de sucesso, esperança, realização, felicidade, paciência. Que Deus nos abençoe.'' Adama Konate vive e trabalha na região do Brás, onde ajuda na adaptação de refugiados africanos atuando como articulador comunitário

Ricardo Matsukawa/UOL
''Convivência.'' Rubens Amatto é fundador da Casa de Francisca, espaço de shows e restaurante. ''Conviver tem se tornado cada vez mais território de confronto e oposição. O centro histórico de São Paulo talvez seja uma das poucas regiões da cidade em que se pode conviver com a heterogeneidade, suas discordâncias e contradições. Que possamos conviver mais fora de nossas bolhas sociais e cultivar lugares em que ainda seja possível o encontro entre o público e o privado, o íntimo e o estranho, o desafiante e o acolhedor'

Ricardo Matsukawa/UOL
''Garantia de direitos para os/as transexuais.'' Assucena Assucena é uma das vocalistas de As Bahias e a Cozinha Mineira. Em 2017, a banda lançou seu segundo disco, que foi elogiado por artistas como Alcione

Ricardo Matsukawa/UOL
''Uma educação de qualidade que forme cidadãos críticos.'' A pedagoga Caru Mattos espera um 2018 com educação voltada à reflexão

Ricardo Matsukawa/UOL
''Judiciário que não faça o jogo sujo do poder. Políticos sérios que não sirvam aos empresários. Chega de corruptos!!!'' A líder comunitária Carmen Silva, coordenadora da Ocupação Cambridge, teve sua trajetória retratada no filme ''Hotel Cambridge''

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos