Violência no Rio

Disparos de helicóptero policial atingem área de UPP em favela onde delegado teria sido morto

Bernardo Barbosa

Do UOL, em São Paulo

Moradores da favela do Jacarezinho, na zona norte do Rio de Janeiro, e de seu entorno relataram na tarde deste domingo (14) que um helicóptero policial fez uma série de disparos em direção à comunidade. Os tiros teriam deixado ao menos um homem baleado, conforme um vídeo que circula nas redes sociais, e atingido o entorno de contêineres da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) localizada na favela. Não há relatos de confronto entre traficantes e policiais.

O secretário de Estado de Segurança, Roberto Sá, determinou à Corregedoria-Geral Unificada que instaure procedimento para apurar os fatos. Segundo a Polícia Militar e a coordenadoria das UPPs, a operação policial na favela está a cargo da Polícia Civil, mas o órgão não confirma a informação. 

O corpo do delegado Fábio Monteiro, 38, foi encontrado na última sexta-feira (12) nos arredores da favela do Jacarezinho, e a polícia suspeita que ele tenha sido morto por criminosos do local. A foto de um suspeito foi divulgada hoje.

Esse seria o terceiro dia consecutivo de operação policial no Jacarezinho. Logo após o assassinato de Monteiro, 40 pessoas do Jacarezinho e Arará foram detidas.

Reprodução/Rio de Janeiro-Guerra Civil Urbana
Marcas de tiros no entorno da UPP do Jacarezinho

Um vídeo gravado por um policial mostra marcas de tiro em vários locais no entorno da UPP do Jacarezinho. O policial diz que os disparos vieram de um "blindado da Core" (Coordenadoria de Recursos Especiais), unidade de operações especiais da Polícia Civil do Rio. A coordenadoria das UPPs confirma que o vídeo foi gravado no entorno da unidade do Jacarezinho.

"A um metro do contêiner [da UPP]", diz o policial na gravação. Segundo o agente, os policiais da UPP chegaram a acenar para o helicóptero, mas "eles largaram o aço".

Outro vídeo, aparentemente gravado no entorno da favela e publicado no Twitter, mostra um helicóptero sobrevoando o Jacarezinho e fazendo disparos "a esmo", segundo descreve o autor da gravação.

Procurada pelo UOL, a Polícia Civil não disse, até o momento da publicação desta reportagem, se vai se pronunciar sobre os disparos atribuídos a uma suposta operação da Core no Jacarezinho.

O órgão também não respondeu se a operação teria relação com a morte do delegado Fábio Monteiro.

Monteiro foi o sexto policial morto no Rio de Janeiro só este ano. Em 2017, 134 policiais militares e quatro policiais civis foram mortos em serviço no Estado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos