Bebê estava "tremendo muito", relata PM que o encontrou em lixeira na favela

Marina Lang

Do UOL, em São Paulo

O cabo da PM (Polícia Militar) Paulo Sérgio Malheiros Bastos estava de folga e em frente à 21ª DP, em Bonsucesso, zona norte do Rio, quando uma mulher o abordou dizendo que havia um bebê na lata de lixo nos arredores da delegacia, por volta das 13h de terça-feira (30).

"Estava com um colega e perguntamos a ela onde era. Corremos e constatamos o fato", declarou Malheiros ao UOL. "Estava chovendo bastante. Foi uma correria, não consegui ver ou pensar em muita coisa. O bebê estava tremendo muito, estava no lixo numa rua muito próxima à delegacia, estava molhado. Só enrolamos no cobertorzinho e levamos para a delegacia, a 21ª DP", continuou.

Segundo o cabo, o bebê tem sexo masculino e ainda estava com o cordão umbilical. "Aparentemente, o parto tinha sido horas antes", declarou.

"É um caso delicado, confesso que na hora deu bastante revolta. Tenho quase nove anos de Polícia Militar, mas para mim foi um momento bem difícil e marcante", disse, com voz embargada, o policial militar, que é lotado no CPP (Coordenadoria de Polícia Pacificadora).

"Foi uma situação que eu jamais pensei que iria vivenciar. Mas, graças a Deus, estava no momento certo e consegui prestar o auxílio [ao bebê]. Tive calma e já levamos na delegacia porque não sabíamos a situação de saúde da criança e precisávamos dar o encaminhamento", declarou.

A criança, então, foi imediatamente encaminhada por policiais civis ao Hospital Geral de Bonsucesso, também na zona norte do Rio.

"Soubemos por moradores do local que, possivelmente, o bebê deveria ser de uma moradora de rua que estava grávida, uma usuária de crack que mora pela rua ali, nas proximidades", disse o cabo Malheiros.

O caso está sendo investigado pela 21ª DP. A informante que avisou os PMs sobre o bebê prestou depoimento na delegacia e teria dito que outra mulher foi vista deixando a criança na lixeira.

De acordo com o delegado titular da unidade, Wellington Vieira, um inquérito foi instaurado para apurar o caso.

"A criança foi encontrada por uma mulher e outros populares na rua Pau Brasil, na favela de Manguinhos. Estamos averiguando quem a abandonou", disse Vieira à reportagem.

Em nota, o Hospital Geral de Bonsucesso informou que o bebê deu entrada pesando 3,4 kg e 50 cm de altura e tem quadro clínico"estável".

"A equipe médica avaliou o tempo de gestação em 38 semanas e quatro dias. No momento, o bebê se encontra em observação na Unidade Intermediária Neonatal do Centro de Atenção Materno-Infantil do HFB, unidade de referência no atendimento de prematuros de alto risco", diz o comunicado.
 

Mulher joga bebê no lixo em São Paulo

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos