Jovem é assassinada e namorado que usava tornozeleira por violência doméstica é suspeito

Wanderley Preite Sobrinho

Colaboração para o UOL

  • Divulgação/Polícia Civil do Mato Grosso

Um homem de 30 anos é procurado pela Delegacia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) do Mato Grosso por suspeita de matar por asfixia a namorada, Vanessa Tito Poquiviqui Ramos, de 21 anos, no bairro Três Barras, em Cuiabá. A vítima morava há um mês com Maikon Junior da Silva Dantas, que, foragido, usava tornozeleira eletrônica após condenação por violência doméstica.

Ao UOL, a assessoria da Polícia Civil informou que o corpo da vítima foi encontrado na manhã desta quarta-feira (31) pela mãe do suspeito, que chamou a polícia.

Asfixiado, o corpo estava deitado na cama do casal com lesões no rosto, um corte de faca no supercílio e outro superficial no queixo.

O suspeito tem outras quatro passagens pela polícia, todas por violência doméstica e sempre com vítimas diferentes.

Leia também

"A primeira foi registrada em 2009, por lesão corporal. Em 2011, respondeu por porte ilegal de arma", informa a DHPP. "A terceira incidência criminal tramitou pela Delegacia Especializada em Direitos da Criança e do Adolescente por crime de lesão corporal e injúria contra uma menor de idade."

A quarta passagem ocorreu no dia 5 de outubro de 2017, em inquérito na Delegacia da Mulher por crime de lesão corporal.

A DHPP faz buscas para prender o suspeito, mas caso Maikon não seja encontrado para autuação em flagrante, ele terá o pedido de prisão decretado. A polícia não tem o contato dos advogados do suspeito porque "eles ainda não se apresentaram na delegacia".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos