Topo

Polícia apreende em SP helicóptero usado na morte de líder do PCC no Ceará

Divulgação
Helicóptero usado em ataque que matou líderes do PCC foi encontrado em Fernandópolis Imagem: Divulgação

Ana Carla Bermúdez

Do UOL, em São Paulo

01/03/2018 18h29Atualizada em 01/03/2018 19h18

Policiais do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) apreenderam nesta quinta-feira (1º) na região de Fernandópolis, interior de São Paulo, o “helicóptero da morte”, que teria sido usado na ação que matou dois líderes da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) há 15 dias no Ceará.

A aeronave pertence ao piloto Felipe Ramos Moraes. Um segundo helicóptero ligado ao piloto foi apreendido na Grande São Paulo.

Divulgação/SAP
Gegê do Mangue, integrante do PCC morto no Ceará Imagem: Divulgação/SAP

De acordo com o Deic, Moraes é o piloto do helicóptero utilizado na emboscada armada para matar Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, e Fabiano Alves de Souza, o Paca, foragidos da Justiça de São Paulo e até então considerados as principais vozes do PCC fora dos presídios. Eles foram mortos a tiros em uma região indígena do Ceará.

Moraes é procurado pela polícia e deve responder por duplo homicídio, segundo a polícia civil. Wagner Ferreira da Silva, que foi morto a tiros de fuzil no dia 22 de fevereiro em frente a um hotel em São Paulo, também estaria envolvido nas execuções dos líderes do PCC.

Além das aeronaves, o Deic apreendeu duas lanchas que pertenceriam a Moraes, batizadas de “Sem Futuro” e “Só Emoções”, que estavam em marinas do Guarujá e Santos.

Divulgação
Lancha batizada de "Só Emoções" também foi apreendida pela polícia Imagem: Divulgação