PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Homicídios dolosos disparam 42% na cidade de São Paulo em maio, mas caem no estado

Secretário da Segurança Pública de São Paulo, Mágino Barbosa Filho, divulga dados da criminalidade no mês de maio em SP - Divulgação/Rodrigo Paneghine/SSP-SP
Secretário da Segurança Pública de São Paulo, Mágino Barbosa Filho, divulga dados da criminalidade no mês de maio em SP Imagem: Divulgação/Rodrigo Paneghine/SSP-SP

Leonardo Martins

Do UOL, em São Paulo

25/06/2018 20h23

A cidade de São Paulo registrou 64 casos de homicídios dolosos (com intenção de matar) no mês de maio, um aumento de 42% em relação mesmo período do ano passado. Em 2017, foram 45 casos. Os números foram divulgados nesta segunda-feira (25) pela SSP (Secretaria da Segurança Pública de São Paulo).

O secretário da Segurança Pública de São Paulo, Mágino Barbosa Filho, afirmou que ainda não foi possível identificar um fator determinante para essa alta dos homicídios na capital e disse que os casos estão em análise. “A única coisa que percebemos é que 37% dos casos desse aumento aconteceram durante o período da greve [dos caminhoneiros], mas, sinceramente, não vejo relação”, afirmou.

Apesar da disparada na capital paulista, a taxa de homicídios no estado de São Paulo caiu 7,4% no mês de maio, passando de 258 casos em 2017 para 239 em 2018. Foi a quinta queda seguida nessa modalidade de crime desde 2014 avaliando-se os meses de maio. Outros índices também tiveram redução na capital e no estado, como o de latrocínios (queda de 67% na cidade e 40% no estado) e o de roubos (14% e 10%, respectivamente).

Índice de crimes em maio de 2018 na cidade de São Paulo:

  • homicídios dolosos: aumento de 42,2% em relação a 2017 (de 45 para 64)
  • latrocínios: queda de 66,67% (de 15 para 6)
  • roubos em geral: queda de 9,8% (de 13.870 para 12.516)
  • roubos de veículos: queda de 11,8% (de 2.751 para 2.427)
  • roubos a banco: sem alteração (5 casos)
  • roubos de carga: queda de 32,5% (de 493 para 33)
  • estupros: aumento de 4% (de 225 para 234)

Índice de crimes em maio de 2018 no Estado de SP:

  • homicídios dolosos: queda de 7,4% em relação a 2017 (258 para 239)
  • latrocínios: queda de 40,6% (32 para 19)
  • roubos em geral: queda de 14,3% (28.235 para 24.209)
  • roubos de veículos: queda de 12,4% (5.904 para 5.173)
  • roubos a banco: aumento de 12,5% (de 8 para 9)
  • roubos de carga: queda de 29,5% (de 939 para 662)
  • estupros: aumento de 9,9% (de 943 para 1.036)

Casos de estupro aumentaram no estado

O número de estupros no estado de São Paulo também registrou aumento no mês de maio - foram 1.036 registros de violência sexual, aumento de quase 10% em comparação ao mesmo mês do ano anterior (943). A alta também foi registrada na Capital, passando de 225 casos em maio de 2017 para 234 em 2018, um aumento de 4%.

O secretário de segurança ressalvou que os registros de estupro nem sempre ocorrem logo que ocorrem os crimes. “Podemos dizer que por volta de 30% dos registros de estupro do mês de maio não aconteceram neste mês”, disse Mágino Barbosa Filho, afirmando que parte ocorreu antes de 2018 e durante janeiro e abril do mesmo ano. 

Como exemplo, Barbosa Filho utilizou o recente caso de assédio, registrado em vídeo, de torcedores brasileiros a uma mulher durante a Copa do Mundo da Rússia, observando que a vítima teria demorado um dia para perceber que fora assediada na ocasião. “Às vezes, a mulher demora para perceber que está sendo vítima de uma conduta criminosa. As mulheres estão tomando coragem para enfrentar isso da melhor forma possível”. 

O secretário também ressaltou que essas notificações, em grande parte, “são fruto das campanhas que são realizadas não só pela SSP, mas como toda mídia hoje está pensando nisso” e incentivando mulheres a denunciarem os abusos.

Cotidiano