PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

PF realiza operação contra tráfico internacional de drogas e apreende 4 toneladas de cocaína

A Polícia Federal prende pessoas na Operação Antigoon no Rio de Janeiro (RJ), sob suspeita de tráfico internacional de drogas - José Lucena/Futura Press/Estadão Conteúdo
A Polícia Federal prende pessoas na Operação Antigoon no Rio de Janeiro (RJ), sob suspeita de tráfico internacional de drogas Imagem: José Lucena/Futura Press/Estadão Conteúdo

Maria Clara Pestre

Da Reuters, no Rio

09/07/2018 09h04

A Polícia Federal deflagrou nesta segunda-feira operação para combater uma quadrilha que enviava drogas para a Europa através de navios de carga, em investigação que apreendeu cerca de 4 toneladas de cocaína em portos brasileiros e europeus, informou a PF em comunicado.

Como parte da chamada operação Antigoon, aproximadamente 100 policiais cumprem 21 mandados de busca e apreensão e 15 de prisão preventiva nos estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Espírito Santo. Ao menos, 12 foram presos.

"Eles movimentavam milhões e milhões de dólares. Foi muito dinheiro, e a quadrilha usava bitcoins e moedas cibernéticas para despistar e fugir dos órgãos de controle", afirmou o delegado da PF Carlos Eduardo Thomé em entrevista coletiva sobre a operação.

"A quadrilha recebia parte do pagamento em moedas virtuais para dificultar o rastreamento, e para a movimentação volumosa e atípica de dinheiro não ser detectada", acrescentou.

A PF não detalhou a quantia de dinheiro que teria sido movimentada pela quadrilha.

Entre os presos estão empresários que atuam no segmento de comércio exterior, despachantes, funcionários de terminais portuários e até caminhoneiros, de acordo com a PF.

Ao longo de 15 meses, a Polícia Federal e a Receita Federal realizaram ações controladas com autorização da Justiça para monitorar o caminho da droga e os envolvidos.

"A origem da droga e se essa quadrilha tem ligação com cartéis que atuam na América do Sul farão parte de outras investigações?, disse a jornalistas o delegado da PF Osvaldo Scalezi.

Ao longo de quase um ano de investigação foram apreendidas cerca de 4 toneladas de cocaína nos portos do Rio de Janeiro, Vitória, Santos, Salvador e Suape, segundo a PF.

"Também foram realizadas apreensões nos portos de Antuérpia, na Bélgica; Gioia Tauro, na Itália e Valência, na Espanha, utilizando-se dos institutos de cooperação policial internacional para a difusão do conhecimento aos demais países", acrescentou a PF em comunicado.

Os investigados, suspeitos de enviar a droga para a Europa através de contêineres transportados em navios de carga, responderão por tráfico transnacional de drogas e associação para o tráfico.

O nome da operação, Antigoon, faz referência a uma lenda sobre a origem do nome da cidade de Antuérpia, na Bélgica, principal destino da droga na Europa.

Cotidiano