PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Adolescente é atingido por duas balas perdidas em comunidade do Rio

Garoto teria sido baleado em casa, na comunidade da Matinha, em frente à Rocinha (foto) - FÁBIO MOTTA/ESTADÃO CONTEÚDO
Garoto teria sido baleado em casa, na comunidade da Matinha, em frente à Rocinha (foto) Imagem: FÁBIO MOTTA/ESTADÃO CONTEÚDO

Marina Lang

Colaboração para o UOL, no Rio

31/07/2018 20h48Atualizada em 31/07/2018 21h16

O adolescente Brian Bispo da Silva, 14, foi baleado com dois tiros (um no rim e outro na perna) na comunidade da Matinha, em frente à Rocinha, zona sul do Rio, no final da tarde desta terça-feira (31).

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, o adolescente deu entrada no Hospital Municipal Miguel Couto e passa por uma cirurgia na noite de hoje. Ainda não há informações sobre o seu estado de saúde.

Brian estaria brincando dentro de casa, atrás do CIEP (Centro Integrado de Educação Pública) Ayrton Senna, quando levou os tiros. “Acabou que deram tiro para o outro lado [da comunidade da Rocinha] e acabou baleando essa criança dentro de casa, na laje de casa”, disse ao UOL o porta-voz da Associação de Moradores da Rocinha, William de Oliveira.

Brian Bispo da Silva ao lado do pai; o adolescente foi baleado na comunidade da Matinha, no Rio - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Brian ao lado do pai; o adolescente foi baleado na comunidade da Matinha, no Rio
Imagem: Arquivo pessoal
Relatos preliminares de moradores da comunidade apontam PMs como autores dos disparos, mas a Polícia nega. “Segundo informações que a gente tem - estamos levantando imagens e testemunhas -, aquele plantão dos policiais da UPP, na Passarela da Rocinha, deu alguns tiros para o outro lado. E acabou baleando esse jovem”, declarou Oliveira.

Ele está acompanhando os pais do jovem no hospital. “Vamos cobrar da corregedoria e do comando da Polícia Militar uma resposta sobre esse assunto. Não se pode mais ficar perdendo nossos jovens à revelia. A gente vai cobrar da segurança pública uma resposta”, declarou.

A assessoria de imprensa da PM nega que policiais tenham atirado ou que tenha havido ocorrências na Rocinha hoje.

“Segundo o pai da vítima, ele foi alvo de bala perdida. Esclarecemos que nesta terça-feira não houve disparos de arma de fogo na comunidade da Rocinha por parte dos policiais da unidade”, disse a PM, em nota. 

O caso está sob investigação na 11ª DP (Rocinha).

Cotidiano