PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Barco perto da pista do aeroporto Santos Dumont faz avião arremeter no RJ

Avião da Latam teve de arremeter em pouso no Santos Dumont - Arquivo pessoal
Avião da Latam teve de arremeter em pouso no Santos Dumont Imagem: Arquivo pessoal

Luis Kawaguti

Do UOL, no Rio de Janeiro

23/11/2018 17h05

A presença de um barco perto demais da pista de pouso fez os pilotos de um avião Airbus da Latam decidirem cancelar um pouso e "arremeter" (acelerar e voltar a ganhar altura para outra tentativa de pouso posteriormente) no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, na manhã desta sexta-feira (23).

Ninguém ficou ferido e o avião conseguiu pousar minutos depois. A Infraero disse que não houve risco para os passageiros, mas sim para o barco, que estava em um local onde as embarcações não costumam ficar e estava próximo da pista.

Um dos passageiros presentes no voo foi ouvido pela reportagem e afirmou que o comandante da aeronave informou que a presença de uma embarcação próximo à pista de pouso estava impedindo a aterrissagem.

A pista de pousos e decolagens do aeroporto Santos Dumont fica às margens da Baía de Guanabara.

A Latam afirmou que "a arremetida é um procedimento padrão de segurança na aviação" e disse que "a companhia segue as mais rigorosas normas, atendendo a regulamentação das autoridades brasileiras e internacionais com o objetivo de priorizar a segurança dos voos".

A empresa disse que havia "uma restrição momentânea" na pista. Por sua vez, a Infraero, responsável pelo aeroporto Santos Dumont, disse que imediatamente acionou suas equipes operacionais para a remoção da embarcação.

A entidade disse que apenas esse voo da Latam foi afetado e o funcionamento do aeroporto foi mantido normalmente. A Infraero também disse que a decisão de arremeter cabe exclusivamente ao piloto.

A Infraero afirmou ainda que "existem boias registradas em cartas náuticas que delimitam o espaço de área navegável na região e que em nenhum momento houve comprometimento à segurança de voo, mas sim à segurança da própria embarcação, que ultrapassou a área autorizada para sua navegação".

Passageiros se disseram preocupados. "O comandante do avião disse que não daria para pousar porque havia um barco na cabeceira da pista. Ele disse que a Infraero foi alertada e mandou equipes para o local", disse um passageiro que pediu para não ter o nome revelado.

"As pessoas ficaram preocupadas. Uma senhora que estava perto de mim passou mal e começou a vomitar", disse ele.

O voo LA 3916 havia decolado do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, por volta de 10h e conseguiu pousar no Rio às 11h13 sem mais incidentes. 

O responsável pela embarcação não foi encontrado pela reportagem.

Cotidiano