Topo

Horário de verão termina neste domingo; relógio deverá ser atrasado

iStock
Imagem: iStock

Pedro Graminha

Do UOL, em São Paulo

15/02/2019 04h01

Termina neste domingo (17) o horário brasileiro de verão. Implementado nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país, a medida afeta os moradores de dez estados e do Distrito Federal, que terão de atrasar seus relógios em uma hora.

Ou seja, à 0h do domingo, os relógios devem voltar para as 23h. O sábado terá, portanto, uma hora a mais.

As operadoras de telefonia realizam a alteração automaticamente, mas é importante ficar atento. Dependendo das configurações do celular isso pode não ocorrer.

O horário de verão de 2018 começou em 4 de novembro -- um pouco mais tarde em relação aos anos anteriores. A mudança teve por base um decreto assinado pelo então presidente da república, Michel Temer.

O objetivo da medida foi evitar que a alteração nos relógios se desse durante as eleições.

A lógica do horário de verão é aproveitar os dias mais extensos da estação nas localidades mais afastadas da linha do Equador. Com isso, procura-se economizar energia elétrica nos horários de pico (por volta das 18h).

Mas o Ministério de Minas e Energia afirma que a economia tem sido menos importante. "A aplicação da hora de verão, nos dias de hoje, não agrega benefícios para os consumidores de energia elétrica, nem tampouco em relação à demanda máxima do sistema elétrico brasileiro", disse a pasta no ano passado, em relação à economia de 2017. 

Histórico

O horário de verão foi implementado em 1931 e é adotado continuamente desde 1985.

Durante o mandato de Luís Inácio Lula da Silva, foram estabelecidas regras

  • Início: todos os anos a partir da 0h do terceiro domingo de outubro - Temer adiou o início por conta das eleições
  • Fim: 0h do terceiro domingo de fevereiro (exceto se a data coincidir com o domingo de carnaval; nesse caso a alteração deve ser feita no domingo seguinte).

No mundo, o primeiro país a adotar a medida foi a Alemanha, em 1916. A intenção dos alemães, envolvidos na Primeira Guerra Mundial, era economizar energia, devido à escassez das fontes de produção.

Hoje o horário de verão é adotado por países como Canadá, Austrália, Israel, México, Nova Zelândia, Chile, Paraguai e Uruguai.

Mais Cotidiano