Topo

Pais encontram escorpião dentro da roupa de recém-nascido em hospital de MG

A mãe tirou o escorpião do corpo do bebê com a mão; ninguém foi picado - Arquivo pessoal
A mãe tirou o escorpião do corpo do bebê com a mão; ninguém foi picado Imagem: Arquivo pessoal

Marcellus Madureira

Colaboração para o UOL, em Belo Horizonte

20/04/2019 11h08Atualizada em 22/04/2019 10h12

Os pais de um bebê recém-nascido disseram ter encontrado um escorpião no peito da criança, na última quinta-feira (18), na maternidade do Hospital das Clínicas, da Universidade Federal do Triangulo Mineiro, em Uberaba.

Dois dias após o nascimento de Théo, a mãe Wedja Maria da Silva dos Santos, 18, notou que, durante a madrugada, a criança resmungava bastante.

A jovem então levantou com seu companheiro Higor Rafael Silva Ferreira, 18, e foram olhar a fralda do bebê. Quando eles tiraram o agasalho do recém-nascido levaram um susto.

"Meu filho é muito tranquilo. Ele não chora nem para mamar. Ele é bem quieto. A gente achou estranho ele ficar resmungando e fomos olhar a fralda. Quando tiramos ele do berço, realmente estava precisando trocar a fralda. Quando tiramos a roupinha, o escorpião estava andando no peito dele", disse o pai.

A mãe tirou o bicho com uma das mãos e Ferreira gritou pela ajuda de uma das enfermeiras.

Segundo os pais, a médica de plantão chegou logo em seguida e constatou que a criança não foi picada pelo animal.

Após o ocorrido, Ferreira foi encaminhado à ouvidoria do hospital, mas ninguém estava no local. Em nota, o hospital disse lamentar o ocorrido e que realiza dedetizações periódicas (leia mais abaixo).

Ele foi informado que os servidores só retornariam na segunda-feira, após o feriado. Eles então registraram um Boletim de Ocorrência.

Os pais tentaram ir embora do hospital, mas restavam exames ainda e a médica não permitiu a saída.

O jovem disse ainda que, em conversa com uma das enfermeiras do Hospital das Clínicas, ficou sabendo que isso é comum no local e este não é o primeiro caso na maternidade. Um relatório será feito e encaminhado para o Ministério da Saúde.

Hospital diz que faz dedetização quinzenalmente

Em nota, o Hospital das Clínicas disse que "lamenta o ocorrido e esclarece que tem contrato vigente com uma empresa que realiza quinzenalmente dedetização em todos os locais do hospital".

"O último procedimento no hospital e na ala em questão havia sido realizado há menos de 15 dias. Por conta do fato, a empresa foi acionada de imediato e já realizou nova dedetização", informou o texto.

O hospital se justifica ainda dizendo que a "cidade de Uberaba tem convivido com aparecimentos semelhantes de escorpiões".

A nota termina dizendo que a unidade "se coloca à disposição da família para qualquer auxílio que se fizer necessário decorrente do fato".

Número de ataques de escorpião cresce em São Paulo

Band Notí­cias

Cotidiano