Topo

Moradora de rua diz que foi agredida por PM no centro de SP; policial nega

PM diz que mulher tentou agredi-lo com esta pedra - Cleber Souza/UOL
PM diz que mulher tentou agredi-lo com esta pedra Imagem: Cleber Souza/UOL

Cleber Souza

Do UOL, em São Paulo

25/10/2019 17h22

Uma moradora de rua, identificada como Rafaela da Silva Oliveira, 23, diz que foi agredida hoje (25) por um policial militar que faz policiamento preventivo na região da Santa Cecília, centro de São Paulo.

A moça diz ter apanhado do cabo Nóbrega, do 2º BPM (Batalhão da Polícia Militar). Segundo ela, o motivo da agressão foi o fato de ela e outra mulher, que não foi identificada, estarem sentadas em um local público próximo a um grande fluxo de pessoas.

Procurado pelo UOL, Nóbrega disse que não houve agressão e que apenas usou da força "em excesso" para tirá-las do local. Ele diz que elas estavam perturbando os pedestres e usavam drogas ao lado da base comunitária da PM.

Ele também afirma que a intenção era de alertá-las, mas tentaram agredi-lo com uma pedra e xingamentos.

Rafaela disse que é frequentadora da área na região central de São Paulo conhecida como "Cracolândia" e que está há três dias na rua consumindo drogas. Visivelmente alterada, Rafaela foi levada à 77º DP (Distrito Policial), na Santa Cecília, para a elaboração do Boletim de Ocorrência.

A moça que estava com Rafaela, segundo os policiais da delegacia, é conhecida por diversos crimes na região e conseguiu fugir.

Cotidiano