PUBLICIDADE
Topo

Santos: Mais 3 tripulantes desembarcam de cruzeiro por suspeita de covid-19

Costa Fascinosa  - Divulgação
Costa Fascinosa Imagem: Divulgação

Gabriel Oliveira

Colaboração para o UOL, em Santos

27/03/2020 18h34

Mais três tripulantes estrangeiros desembarcaram do transatlântico Costa Fascinosa para atendimento médico em Santos, no litoral de São Paulo, por suspeita de covid-19, o novo tipo de coronavírus. Com isso, subiu para sete o número de membros da tripulação que podem ter sido infectados, já que outros quatro deixaram a embarcação nesta semana e estão hospitalizados.

Segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), os três trabalhadores apresentaram sintomas da covid-19 e foram removidos do navio por um serviço de lancha. São dois filipinos e um indiano, conforme apurou o UOL.

O Costa Fascinosa está parado na barra do porto de Santos, sem operação, desde o último dia 17, devido ao encerramento da temporada de cruzeiros no país em razão da pandemia de covid-19.

O navio cumpre quarentena porque, conforme a Anvisa, uma passageira testou positivo para o novo coronavírus em 19 de março. Depois, outros dois turistas que estiveram no cruzeiro tiveram confirmação da doença.

O isolamento terminaria amanhã, mas a Anvisa irá esperar os resultados dos exames dos tripulantes para decidir se libera o navio ou estende a quarentena.

Em nota, a Costa Cruzeiros confirmou o desembarque dos sete tripulantes e sustentou que cumpre padrões de higienização e limpeza a bordo.

"O navio segue em quarentena e todas as medidas de saúde necessárias, nessas circunstâncias, estão sendo realizadas e respeitadas diligentemente de acordo com as autoridades sanitárias locais", declarou a companhia, por meio da assessoria de imprensa.

A Costa Cruzeiros disse que há um médico a bordo para avaliar as condições de saúde e reportar situações de emergência. "Todos os tripulantes estão sendo cuidados e monitorados", destacou a empresa.

Conforme a Anvisa, há 757 tripulantes a bordo do Costa Fascinosa após o desembarque dos sete que precisaram de atendimento médico em Santos.

Suspeita em outro cruzeiro

A Anvisa informou ainda que um tripulante do MSC Sinfonia, que está no porto do Rio de Janeiro, também tem suspeita do novo coronavírus.

Segundo informações da autoridade sanitária, o tripulante, de nacionalidade não reportada, desembarcou quando o navio estava em Santos, para retornar ao país de origem de avião, mas passou a ter sintomas da covid-19. Ele fez exames e espera pelo resultado.

O MSC Sinfonia está parado no porto do Rio de Janeiro, sem autorização para operar. Se a infecção deste tripulante for confirmada, a Anvisa diz que colocará a embarcação em quarentena. O navio conta com 276 tripulantes a bordo, de acordo com a agência.

A MSC Cruzeiros declarou, em nota, que notificou a Anvisa e as autoridades de saúde quando soube que o tripulante passou a sentir dificuldades respiratórias, no último dia 17. Ele foi levado ao hospital e está bem de saúde, de acordo com a empresa.

"Como parte das medidas preventivas que implementamos para nossa tripulação, realizamos diariamente verificações das condições de saúde e temperatura em todos os tripulantes", disse a MSC Cruzeiros, por meio da assessoria de imprensa, defendendo que a saúde e a segurança de hóspedes e tripulantes são prioridade.

Investigação epidemiológica

O Hospital Beneficência Portuguesa, em Santos, informou que todos os pacientes provenientes dos cruzeiros estão "necessitando de cuidado médico-hospitalar, apresentando evolução satisfatória, sendo que um deles recebe tratamento intensivo".

Já a Secretaria Municipal de Saúde de Santos disse ter recebido hoje as notificações dos quatro primeiros tripulantes e que espera pelas informações dos quatro novos casos divulgados pela Anvisa. O diagnóstico ou descarte para a covid-19 ainda depende de resultados de exames laboratoriais.

Coronavírus