PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Esse conteúdo é antigo

Fiscal da Receita suspeito de pedir R$ 23 milhões de propina é preso

22.fev.2018 - Policiais chegam com objetos e documento apreendidos ao prédio da Polícia Federal - Felipe Rau/Estadão Conteúdo
22.fev.2018 - Policiais chegam com objetos e documento apreendidos ao prédio da Polícia Federal Imagem: Felipe Rau/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

12/06/2020 09h07

A PF (Polícia Federal) e a Receita Federal deflagraram hoje a "Operação Probitas" em São Paulo. Na operação, foram cumpridos três mandados de busca de apreensão na capital. Um auditor fiscal da Receita, acusado de pedir R$ 23 milhões de propina, foi preso em São Sebastião, litoral norte de São Paulo.

A operação tem o objetivo de investigar crimes de corrupção realizados por servidores da Receita Federal no estado de São Paulo. A investigação teve início em março deste ano depois de um empresário denunciar que estaria sofrendo chantagem de um auditor da Receita que atua na capital paulista.

Com o início das investigações, a PF confirmou a veracidade da fala do empresário. O auditor da Receita foi acusado de exigir cerca de R$ 23 milhões de propina para deixar de autuar o estabelecimento do empresário que passava por uma fiscalização tributária. O fiscal foi preso na manhã de hoje.

Os quatros alvos da operação poderão responder pelos crimes de organização ou associação criminosa e crime de corrupção.

Cotidiano