PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Brasileira estava desnutrida após 6 dias desaparecida na Alemanha, diz mãe

Lívia Perrone Medina, brasileira que foi encontrada após ser dada como desaparecida na Alemanha - Reprodução/Instagram
Lívia Perrone Medina, brasileira que foi encontrada após ser dada como desaparecida na Alemanha Imagem: Reprodução/Instagram

Simone Machado

Colaboração para o UOL, em São José do Rio Preto (SP)

07/07/2020 10h33

A estudante brasileira Lívia Perrone Medina, 27, que estava desaparecida na Alemanha, foi encontrada desidratada e desnutrida na região de Frankfurt após seis dias de seu sumiço após uma viagem de trem. A jovem continua internada em um hospital europeu.

De acordo com a mãe de Lívia, Maria Rita Perrone, que mora em Bebedouro (SP), a jovem foi localizada por policiais e levada ao hospital, pois sua saúde estava fragilizada.

"Ainda não recebemos informações oficiais das autoridades responsáveis pelo caso sobre o que aconteceu até ela ser encontrada e levada ao hospital. O que sabemos é que a Lívia foi encontrada desidratada e desnutrida na macrorregião de Frankfurt e foi conduzida ao hospital, onde encontra-se desde então sob cuidados médicos. Estamos aliviados em saber que durante este tempo esteve sob cuidados médicos, mas esperamos ter mais informações", explica a mãe da jovem ao UOL.

Ainda segundo a família, no fim de semana, eles conseguiram falar com a jovem por telefone. Eles se organizam agora para ir até o país europeu para trazer Lívia de volta ao Brasil.

"Agora estamos em uma nova luta para entrarmos na Alemanha. Infelizmente, o estado de São Paulo tem um número muito alto de casos e mortes por covid-19, e a entrada de brasileiros está proibida. Aguardamos a confirmação oficial da embaixada do Brasil em Berlim, dando o aval sobre esta questão. Teremos que realizar testes e, talvez, cumprir quarentena antes de podermos estar com a Lívia", acrescenta Maria Rita.

Ainda segundo a mãe de Lívia, o isolamento social devido à pandemia do novo coronavírus pode ter deixado a filha fragilizada.

"A quarentena tem sido muito difícil para todos, num ano que vimos nossas vidas mudadas e obrigados a nos isolar para proteger a nós e o coletivo, deixando muitos mais fragilizados. Assim que for possível estaremos indo para a Alemanha e, em breve, teremos a Lívia conosco aqui no Brasil", diz a mãe da jovem.

Seis dias desaparecida

A estudante havia desaparecido no sábado (27), depois de pegar um trem em Aachen. Ela teria dito a uma amiga que estava indo para Colônia. A viagem de trem entre Aachen e Colônia dura pouco menos de uma hora.

De acordo com a família, Lívia não retornou para a moradia estudantil, o que causou estranheza entre os amigos. No domingo (28) à noite, um deles conseguiu entrar no quarto da jovem e encontrou o celular dela e a chave da casa. A polícia alemã verificou as câmeras de segurança da estação de trem e confirmou que a jovem não desceu em Colônia.

As informações repassadas à polícia europeia apontaram que ela poderia ter sido vista em pelo menos quatro cidades diferentes (Düsseldorf, Stuttgart, Bodenheim e Leverkusen).

Familiares e amigos da jovem se mobilizaram nas redes sociais para buscar informações sobre o paradeiro de Lívia.

Na tarde da última sexta-feira (3), a polícia da Alemanha encontrou a estudante brasileira. A polícia de Aachen emitiu comunicado sobre o encerramento das buscas. "O paradeiro de Perrone Medina pôde ser determinado —não há perigo para ela. A polícia de Aachen agradece expressamente a população por seu apoio às medidas de busca", disse a nota publicada no site da polícia.

Cotidiano