PUBLICIDADE
Topo

Embaixador dos EUA testa negativo para covid-19 após encontro com Bolsonaro

Jair Bolsonaro (sem partido) participa das comemorações da independência dos EUA com o embaixador Todd Chapman e integrantes do governo brasileiro - Reprodução/Facebook
Jair Bolsonaro (sem partido) participa das comemorações da independência dos EUA com o embaixador Todd Chapman e integrantes do governo brasileiro Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

07/07/2020 14h28Atualizada em 07/07/2020 14h45

A Embaixada dos Estados Unidos no Brasil informou hoje que o embaixador Todd Chapman e sua esposa receberam resultado negativo para covid-19. Chapman esteve com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) no último sábado (4), quando participaram de um almoço de comemoração à independência dos EUA.

Mais cedo, Bolsonaro anunciou que foi infectado pelo novo coronavírus. Segundo o presidente, os sintomas — indisposição, cansaço e febre — começaram a aparecer no domingo (5).

"O embaixador e a sra. Chapman testaram negativo e permanecerão em casa em quarentena. A Embaixada dos EUA está avaliando toda a equipe que pode ter sido exposta à covid-19. A embaixada e os consulados continuam a seguir os protocolos do CDC [Centro de Controle e Prevenção de Doenças, na sigla em inglês]", escreveu o perfil oficial do órgão em uma rede social.

A Embaixada anunciou ontem que Chapman estava tomando todas as precauções após o encontro com o presidente brasileiro e faria o teste de covid-19, mesmo sem apresentar sintomas.

"Chapman teve um almoço privado, no dia 4 de julho, com o presidente Jair Bolsonaro, cinco ministros e o deputado Eduardo Bolsonaro [PSL-SP]. O embaixador não apresenta nenhum sintoma, mas está tomando as precauções, fará os testes e seguirá os protocolos de rastreamento do CDC", informou.

E acrescentou: "Nossos dois governos mantêm comunicação contínua, incluindo sobre esse caso. Desejamos as melhoras ao presidente Jair Bolsonaro."

Além de Bolsonaro e seu filho Eduardo, também participaram do almoço de sábado os ministros Ernesto Araújo (Relações Exteriores), general Fernando Azevedo e Silva (Defesa), general Walter Braga Netto (Casa Civil), general Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) e o secretário especial de Assuntos Estratégicos, almirante Flávio Rocha.

Coronavírus