PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês
Três são presos ao tentar compensar cheque clonado de R$ 49 mi em Fortaleza

Getty Images
Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

23/09/2020 17h46

Pai, filha e uma terceira pessoa foram presos ao tentar compensar um cheque clonado de R$ 49,3 milhões. O caso aconteceu em uma agência bancária de Fortaleza (CE).

De acordo com o delegado Carlos Teófilo, da Delegacia de Defraudações e Falsificações, o cheque tinha assinatura falsa do gerente executivo de um banco de São Paulo.

"Esse cheque é falso. O papel não é verdadeiro, ele não foi emitido pelo banco. É um cheque materialmente falso", afirmou o delegado, em entrevista ao CE1.

Segundo Teófilio, pai e filha já tinham tentando um golpe de R$ 1 milhão na mesma agência bancária, usando um contrato falso. Depois, um familiar se juntou aos dois para tentar sacar o cheque de R$ 49 milhões.

"Ao receber esse cheque, ele [o gerente do banco] já imaginou que se tratava de uma fraude e entrou em contato com a delegacia de defraudações", relatou o delegado.

O cheque estava em nome de uma empresa cuja proprietária é de Goiás, e o valor seria transferido para diversas contas. A polícia ainda investiga se a mulher também foi vítima de golpe.

"Eles imaginaram que, com o banco aqui em Fortaleza vendo um cheque com a assinatura do gerente executivo do banco de São Paulo, conseguiriam sem nenhum problema obter essa quantia", completou o delegado.

"O objetivo deles era de colocar, repassar, transferir esses valores para diversas contas. A história era que um milhão ia para conta da empresa da dupla, e o restante queriam que fosse transferido para diversas outras contas."

A polícia trabalha para identificar outros suspeitos que podem ter envolvimento no crime.

Cotidiano