PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
15 dias

Tiroteio em Arraial do Cabo foi briga do tráfico; polícia busca suspeitos

Willian Adriano Sobreira dos Santos, conhecido como Pará, é considerado foragido por tentativa de homicídio - Divulgação
Willian Adriano Sobreira dos Santos, conhecido como Pará, é considerado foragido por tentativa de homicídio Imagem: Divulgação

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio

27/09/2020 14h31

A Polícia Civil identificou e procura por um homem que teria participado, na tarde de ontem, de uma troca de tiros na Prainha, em Arraial do Cabo, cidade turística na Região dos Lagos (RJ). A troca de tiros terminou com três turistas e dois moradores feridos, e um suspeito morto. O confronto teria sido entre grupos traficantes rivais.

Willian Adriano Sobreira dos Santos, conhecido como Pará, foi apontado pela polícia como um dos integrantes da ação. Ele é considerado foragido por tentativa de homicídio. Pará e o comparsa dele que morreu, Walmir de Souza Goularte Filgo, conhecido como Walmirzinho, 20, pertencem ao TC (Terceiro Comando).

Todas as comunidades de Arraial do Cabo são controladas pelo CV (Comando Vermelho). Segundo a polícia, Pará e Walmirzinho não vivem em Arraial, e teriam sido reconhecidos por traficantes rivais ao chegarem à praia, o que teria motivado os disparos. Walmirzinho foi atingido, chegou a ser socorrido, mas não resistiu.

Nesta madrugada, a delegacia de Arraial do Cabo pediu a prisão temporária de Pará, que foi aceita pela Justiça. Desde ontem, as equipes das Polícias Civil e Militar realizam uma operação em diferentes cidades da Região dos Lagos em busca do criminoso.

Na manhã de hoje, foi localizado o carro utilizado pelo traficante na fuga. Ele foi achado no bairro Praia Grande. Em outro ponto da cidade, no Morro da Coca-Cola, foi encontrada uma arma. A polícia suspeita que o armamento teria sido utilizado no confronto de ontem.

De acordo com a delegada Patrícia Aguiar, responsável pelas investigações, diligências estão em andamento para identificar o traficante rival que efetuou disparos e matou Walmirzinho.

"Assim que chegou ao nosso conhecimento o ocorrido, a equipe do Núcleo de Homicídios da delegacia de Arraial do Cabo foi mobilizada e em poucas horas, conseguimos identificar um dos criminosos que participaram da ação. Nossos policiais colheram depoimentos de testemunhas, ouviram as vítimas no hospital, e localizaram câmeras de segurança. As provas colhidas até o momento revelam que ocorreu um confronto entre traficantes de facções criminosas rivais."

Entenda o caso

Um tiroteio na Prainha, em Arraial do Cabo, deixou cinco pessoas feridas e um suspeito morto. De acordo com testemunhas, um homem chegou atirando no calçadão da praia. O alvo, traficante Walmirzinho, correu para a areia e se misturou com banhistas. Um terceiro suspeito, Pará, também revidou os disparos e houve correria.

O traficante Walmirzinho, alvo do atentado, chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu. As outras cinco pessoas feridas no confronto, foram levadas para o hospital Geral de Arraial do Cabo. Uma delas está em estado grave.

As praias da cidade estão liberadas para os banhistas desde o dia 6 de agosto. A ação dos criminosos ocorreu por volta de 14h de ontem, com a praia cheia. Ambulâncias foram deslocadas para o local e outras vítimas foram atendidas na unidade da cidade, com ferimentos de menor gravidade.

Quem tiver informações sobre o caso pode entrar em contato com o Disque-Denúncia. O anonimato é garantido.

Cotidiano