PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês
Para coibir comércio ilegal, Rio derruba restrição de horário em bares

Regiões de bares no Rio têm ficado lotadas desde a reabertura, em junho, mesmo com recomendação contra aglomeração - VANESSA ATALIBA/ESTADÃO CONTEÚDO
Regiões de bares no Rio têm ficado lotadas desde a reabertura, em junho, mesmo com recomendação contra aglomeração Imagem: VANESSA ATALIBA/ESTADÃO CONTEÚDO

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio

20/10/2020 10h26Atualizada em 20/10/2020 10h31

A Prefeitura do Rio liberou a partir de hoje o funcionamento de bares e restaurantes sem restrição de horário. Antes, os estabelecimentos só podiam funcionar até 1h. O governo municipal determinou o novo horário em decreto publicado hoje no Diário Oficial do município.

Segundo o poder público, a restrição anterior favorecia o comércio ilegal após a 1h da manhã.

A vedação de bares e restaurantes funcionarem após 1h da manhã apresenta evidências que esta medida tem favorecido a ocorrência do comércio ilegal após este horário, desordem urbana e o grande acúmulo de lixo
Prefeitura do Rio

O documento traz uma atualização da Fase 6B que prevê um calendário de flexibilização para a cidade, em vigor desde 1º de outubro.

Bares e restaurantes já tinham sido autorizados a reabrir no início de julho, na Fase 3, mas com horário restrito, até as 23h. Depois, na fase 5, no final de julho, o horário foi ampliado para 1h.

Crianças autorizadas em parques

Outra mudança citada no documento diz respeito à autorização de crianças abaixo de três anos em espaços kids e parques infantis desde que as mesmas se apresentem na maioria das vezes como assintomáticas ou oligossintomáticas - com sintomas leves - em relação à covid-19.

Serviços públicos municipais, principalmente aqueles vinculados ao atendimento ao contribuinte, também foram autorizados a retornar, seguindo os protocolos de segurança.

Cotidiano