PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

MP denuncia promotor por oferecer R$ 190 mil para soltar miliciano preso

Promotor é suspeito de tentar subornar desembargador para soltar miliciano preso - Gustavo Mellossa/Getty Images
Promotor é suspeito de tentar subornar desembargador para soltar miliciano preso Imagem: Gustavo Mellossa/Getty Images

Colaboração para o UOL

20/10/2020 15h24

O MPRJ (Ministério Público do Rio de Janeiro) apresentou denúncia contra o promotor de justiça Horácio Afonso de Figueiredo da Fonseca por corrupção ativa. Ele é suspeito de tentar subornar o desembargador Marcos André Chut, do Tribunal de Justiça do Rio.

Segundo a denúncia, o promotor teria oferecido R$ 190 mil para o desembargador com o objetivo de obter um habeas corpus para o miliciano Adalberto Ferreira de Menezes.

Surpreendido com a proposta de suborno, Chut apresentou reclamação junto ao MPRJ sobre o ocorrido.

De acordo com o Ministério Público do Rio, o promotor Horácio Afonso da Fonseca teria organizado uma prática criminosa configurando ato de corrupção. A denúncia foi assinada pelo subprocurador-geral de Justiça de Assuntos Criminais e de Direitos Humanos, Ricardo Ribeiro Martins.

O UOL procurou a defesa dos denunciados, mas não obteve retorno.

Cotidiano