PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês
Candidato a vereador humilha agente de trânsito em Santos; CET registra BO

Bruno Torquato

Colaboração para o UOL, em Betim (MG)

27/10/2020 11h08

O candidato a vereador na cidade de Santos, Luiz Martins, do partido Democracia Cristã, gravou um vídeo em que aparece xingando e humilhando um funcionário da CET (Companhia de Engenharia e Tráfego) da cidade do litoral de SP. Ele teria se irritado por ter sido multado por falar ao telefone enquanto dirigia.

Nas imagens é possível ver que o funcionário da CET, que não foi identificado, se manteve calmo, chega a dar sinal de tchau, mas se afasta. Enquanto isso, Luiz Martins, o ataca verbalmente. "Mais um b... da CET, só está dando multa (...) não sabe trabalhar, a CET tem que dar apito para esses b...", diz.

Luiz continua: "Esse otário, em vez de trabalhar (...) não faz p... nenhuma, fica o dia inteiro... E, em vez de fazer o trabalho, certo fica dando multa nas pessoas. É mais um otário da CET, trouxa, otário, bunda-mole ainda. Fica aí seu otário, fica embaixo do sol. Tem que trabalhar é com apito, não é anotando não, isso não é trabalho de CET, isso é trabalho de otário".

Ao UOL, o partido Democracia Cristã se manifestou por uma nota, em que diz repudiar qualquer ato de violência contra qualquer pessoa. "Repudiamos qualquer ato que venha desrespeitar ou humilhar qualquer pessoa pública ou cidadão comum. Lamentamos o ocorrido e tomaremos providência para a desfiliação do mesmo no nosso partido", diz o comunicado.

martins - Divulgação - Divulgação
O candidato a vereador na cidade de Santos, Luiz Martins, do partido Democracia Cristã
Imagem: Divulgação

Ao UOL, Martins afirmou que seu ataque foi à instituição da CET. "Ela multa descontroladamente, só quer penalizar o contribuinte. Xinguei em um momento de nervosismo, não conheço a pessoa, mas não respeito o uniforme que ele usa", alegou.

Em áudios de Whatsapp que a reportagem teve acesso, o candidato diz que acabou "perdendo a razão por ter xingado". "Foi meu erro, mas estou ouvindo o 'cara' falar que está ali exatamente para multar, é um absurdo você não poder fazer nada. Eu sei que contra o fato não há argumento. Vou relatar o que aconteceu. Você acaba perdendo a cabeça pelo simples fato de a pessoa ao invés de fazer o serviço correto, ela não faz nada e quando vai fazer, ela passa multa. Foi essa a indignação", afirmou ele.

Martins diz que o agente de trânsito "atravessou a rua e começou a multar os carros. Meu carro até então estava na fila não tinha motivo de ser multado, mas por estar parado na fila e mexendo no celular ele anotou a placa". O agente teria dito que ele não poderia usar o celular mesmo parado. "Foi aí que começou a discussão", alega Luiz no áudio.

Prefeitura e CET

A Prefeitura de Santos se posicionou por meio da CET. A nota do órgão municipal diz que "o operador de tráfego estava desempenhando o trabalho para o qual foi designado, ordenando o trânsito na altura do Mercado de Peixe, além da ação de fiscalização, quando do ocorrido. Após uma sequência de agressões verbais, às quais o operador ouviu sem esboçar qualquer reação, o condutor disse que iria deixar o carro em casa e voltar para agredir o profissional, que então comunicou a situação ao seu superior e foi instruído a deixar o local".

A CET informou ainda que um boletim de ocorrência foi registrado no 7º Distrito Policial por desacato a autoridade. Advogados da empresa acompanharam o agente de trânsito. "O setor jurídico da CET entregará ao 3º DP, que será responsável pela apuração do caso, cópia do vídeo com as agressões verbais proferidas pelo motorista contra o agente", informou.

Por fim, a empresa diz que "lamenta o ocorrido e destaca a postura correta do operador, que apesar da situação, manteve a calma e seguiu realizando seu trabalho até o momento em que a sua integridade física foi ameaçada. Por sua vez, à parte das providências adotadas pela empresa, caberá ao agente decidir sobre processar ou não o condutor na esfera civil por danos morais".

Partido diz que Luiz não é mais candidato

Caio Borelli Zeller, integrante do Diretório Nacional e Coordenação Baixada Santista do partido Democracia Cristã, afirmou que Luiz Martins já não é mais candidato a vereador em Santos. Ele afirma que o partido está tomando providências para a desfiliação de Luiz Martins.

A Justiça Eleitoral indeferiu o registro de candidatura em primeira instância nesta semana. A defesa ainda pode recorrer. Até por isso, no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em consulta realizada hoje, ele consta com a candidatura esperando julgamento.

Cotidiano