Topo

Conteúdo publicado há
15 dias
Vigilante da Caixa ajoelha no pescoço de homem ao imobilizá-lo e é afastado

Marcela Lemos

Colaboração para o UOL, no Rio

29/10/2020 09h57

A Polícia Civil do Rio apura um caso de truculência envolvendo um vigilante de uma agência da Caixa Econômica Federal de Cabo Frio, na Região dos Lagos. Um vídeo que circula na internet mostra o segurança imobilizando um homem no saguão da agência. O homem está no chão, de barriga para cima e o segurança com o joelho sobre o pescoço dele.

O caso ocorreu na sexta-feira (23) e ganhou repercussão na internet nos últimos dias. No vídeo, é possível ouvir o homem gritar: "Tira a mão de mim" e inúmeros clientes se aglomerando em volta dos dois e tentam intervir na situação. É possível ouvir gritaria no local.

Ainda não há informações oficiais sobre o que motivou o início da confusão entre os dois e também não é possível saber quantos minutos o homem permaneceu imobilizado.

A vítima foi encaminhada para exame de corpo de delito. "Os agentes realizam diligências para apurar as circunstâncias do fato", informou a Polícia Civil através de nota.

A Caixa Econômica confirmou ao UOL que o segurança foi afastado e acrescentou em nota que "lamenta o incidente e informa que imediatamente após o ocorrido notificou a empresa responsável pela segurança para afastamento do profissional da prestação de serviços ao banco. Reforçamos que o atendimento nas unidades da Caixa tem como principais diretrizes o zelo, a presteza e a cordialidade, sendo realizado de forma justa e equitativa".

A tática usada pelo profissional foi comparada nas redes sociais à usada por um policial norte-americano neste ano. George Floyd morreu por asfixia, o que desencadeou inúmeros protestos antirracistas nos Estados Unidos.

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Vigilante da Caixa ajoelha no pescoço de homem ao imobilizá-lo e é afastado - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL

Cotidiano