PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
5 meses

Orelhões no estilo inglês sofrem vandalismo e são removidos em Londrina

Orelhões que imitam o formato de cabines inglesas sendo removidos em Londrina, no Paraná - RPC/Reprodução
Orelhões que imitam o formato de cabines inglesas sendo removidos em Londrina, no Paraná Imagem: RPC/Reprodução

Colaboração para o UOL, em São Paulo

11/11/2020 09h41

Orelhões com o formato de cabines inglesas começaram a ser retirados ontem em Londrina, no Paraná, após atos de vandalismo nos telefones públicos. De acordo com a Sercomtel, o motivo da remoção foram os episódios de depredação, mas também o fato de os aparelhos estarem em crescente desuso.

De acordo com o programa Meio Dia Paraná, da rede de televisão RPC, um total de 19 cabines serão removidas. Mas a operação de ontem já começou com remoções de quatro orelhões: um no calçadão; outro na avenida Juscelino Kubitscheck; mais um na Concha Acústica e também o último na praça 7 de Setembro.

Implantados em 2009 de londrina, os telefones que imitavam as famosas cabines inglesas eram uma atração turística, que chamava a atenção de visitantes do comércio da cidade. Todavia, com o avanço da telefonia móvel, a utilização de orelhões caiu estrondosamente.

Outras dezenas de telefones públicos tradicionais já são retirados a cada mês por conta da baixa utilização e da depredação. Para se ter uma ideia, em 2008 Londrina tinha mais de 4 mil telefones públicos, mas hoje restam apenas 2,2 mil. O prejuízo mensal com o vandalismo varia em torno de R$ 1,7 mil.

Por isso, mensalmente, são removidos 40 orelhões na localidade, segundo a Sercomtel. Porém, esse número deverá subir em janeiro de 2021, quando serão 120 cabines retiradas todo mês. A Agência Nacional de Telecomunicações justifica que para Londrina apenas 700 telefones já cumprem a demanda da cidade.

Cotidiano