Topo

Conteúdo publicado há
2 meses
MT: família é assassinada em garimpo; grávida se salva após marido implorar

Elzilene Tavares Viana e o filho Luiz Felipe Viana Antônio da Silva foram assassinados em Aripuanã (MT) Imagem: Arquivo Pessoal/Montagem

Bruna Barbosa Pereira

Colaboração para o UOL, em Cuiabá (MT)

24/11/2020 17h34

Quatro pessoas, sendo três da mesma família, foram assassinadas na saída de um garimpo ilegal de Aripuanã (MT). De acordo com o boletim de ocorrência, uma jovem de 19 anos, que estava grávida e era casada com Jonas dos Santos, de 25 anos, uma das vítimas, teve a vida "poupada" após o marido implorar aos suspeitos que a liberassem.

Jonas e a mulher pegaram carona com Elzilene Tavares Viana, 41, conhecida como Babalu, o filho dela, Luiz Felipe Viana Antônio da Silva, de 19, e o marido dela, Leôncio José Gomes, de 40.

O desaparecimento de Jonas e da mulher foi relatado à polícia após ele não aparecer no garimpo para trabalhar. O casal pretendia ir para Juína (MT) quando o carro de Elzilene foi abordado pelos suspeitos, que, conforme depoimento da sobrevivente, estavam encapuzados e fortemente armados.

De acordo com o BO, os homens estavam em um carro preto, "provavelmente uma caminhonete". Conforme informações passadas ao UOL pela Delegacia de Polícia Civil de Aripuanã, que investiga o crime, a jovem que sobreviveu foi levada de carro pelos suspeitos até Juína, onde eles pagaram a passagem de ônibus dela e disseram para ela "desaparecer".

O caso é investigado pela delegada Amanda Meneguci. Ainda segundo a Polícia Civil do município, todos estavam no garimpo, onde é grande o fluxo de pessoas armadas.

Família devastada

De acordo com uma sobrinha de Elzilene, que preferiu não se identificar, a família está "devastada" com os homicídios. "Está difícil, muita dor. Estamos realmente devastados. Prefiro não ser identificada, porque estamos passando por momentos difíceis", relatou.

Uma prima de Luiz Felipe, que também prefere ficar anônima, contou ao UOL que o jovem morava em Pontes e Lacerda (MT), mas havia ido visitar a mãe no município.

"Minha tia ficou ligando para ele, ficou preocupada que ele não atendia. Um irmão dele que morava em Vilhena ficou sabendo e falou que não era para ninguém contar para minha tia, que era idosa. Ninguém sabe de nada ainda, se foi alguma vingança por conta do garimpo. Ele pagou com a vida, mas era inocente", disse.

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

MT: família é assassinada em garimpo; grávida se salva após marido implorar - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL

Cotidiano