PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Técnico de enfermagem suspeito de falsificar receitas médicas em MT é preso

Medicamentos controlados e receituários foram apreendidos pela polícia - Polícia Civil de MT/Divulgação
Medicamentos controlados e receituários foram apreendidos pela polícia Imagem: Polícia Civil de MT/Divulgação

Naian Lopes

Colaboração para o UOL, em Pereira Barreto (SP)

03/03/2021 16h48

Um técnico de enfermagem de Rondonópolis (MT), a 220 km de Cuiabá, foi preso ontem durante operação da Polícia Civil. Ele tem 35 anos e é acusado de falsificar receitas médicas e de vender remédios controlados de alto custo.

O caso foi desvendado pela Derf (Delegacia Especializada em Roubos e Furtos) da cidade. Os policiais chegaram à casa do suspeito depois de investigarem denúncias de vários médicos de que estariam correndo na cidade receitas falsificadas com nome, assinatura e CRM deles.

Ao UOL, o delegado Santiago Rozendo Sanches e Silva explicou que o caso é antigo. "Desde 2019 existe a denúncia de receitas falsas correndo no município. A gente abriu mais de dez Boletins de Ocorrências com médicos denunciando o problema", contou.

Segundo o delegado, as investigações apontaram para a participação do técnico de enfermagem que trabalha em uma clínica de reabilitação para dependentes químicos. Após denúncia de que o homem estaria em uma Unidade Básica de Saúde tentando revalidar receitas, policiais foram enviados para o local.

Foram encontradas com o técnico dezenas de receitas médicas em branco, receituário de medicamentos controlados, pedidos de exames e de encaminhamentos, todos em branco e pertencentes à Secretaria de Saúde de Rondonópolis, além de fotocópias de documentos de várias pessoas. Por conta das provas, o homem foi autuado em flagrante pelos crimes contra a fé pública, uso de documento falso e falsificação de documento particular.

Durante revista feita na delegacia em uma bolsa que estava com o suspeito, a polícia encontrou ainda um carimbo de CRM de um dos médicos que haviam feito a denúncia de falsificação para medicamentos controlados.

Com autorização judicial, foi feita uma revista na casa do suspeito. Os policiais localizaram mais receitas falsas e grande quantidade de medicamentos de alto custo, além de mais um carimbo de médico. Por conta dos medicamentos, a polícia abriu investigação para apurar se eles pertencem ao município — neste caso, o homem será acusado também de peculato.

O delegado confirmou que o homem ficará à disposição da Justiça e deverá passar por audiência de custódia nos próximos dias. O material foi apreendido e ficará de posse da Polícia Civil.

Cotidiano