PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Médico se nega a usar máscara em consulta: 'Vai cozinhar seus miolos'

Daniel César

Colaboração ao UOL, em Pereira Barreto (SP)

06/04/2021 16h09Atualizada em 07/04/2021 12h06

Um médico ortopedista e traumatologista foi filmado por uma paciente se recusando a usar máscara durante uma consulta no NGA (Núcleo de Gestão Assistencial) na cidade de Franca, interior de São Paulo.

O vídeo, gravado por uma mulher não identificada, mostra a sequência em que ela tenta convencer o profissional a colocar o item de proteção facial, com ele se recusando terminantemente e ironizando o pedido.

"O senhor vai me desculpar, mas o senhor não pode atender sem máscara", pede a paciente.

"Eu não vou colocar máscara não, sabe por quê? Deus me deu uma cabeça boa, eu não vou estragar ela com uma máscara. Esse ar que você tá respirando aí vai cozinhar os miolos. Fica tranquila, para de assistir televisão, é o que eu posso te falar", rebate o profissional de saúde.

Apesar da ironia do médico, a mulher que grava as imagens não desiste, e continua argumentando sobre a necessidade do item de segurança, destacando seu medo de ser contaminada pela covid-19.

"O senhor está sem máscara, atendeu um monte de gente antes de mim, o senhor pode ter pegado", lembra ela, ouvindo o doutor confirmar que atendeu cerca de doze pessoas naquele mesmo dia.

Enquanto a mulher insiste na discussão, reforçando a obrigatoriedade do uso da máscara, o médico reafirma que não usará o acessório e a instiga a denunciá-lo.

"O senhor não pode ser irônico dessa forma", pede a paciente. "Não tô sendo irônico, tô sendo sincero, pode me prender", garante o profissional.

"O senhor está colocando a minha vida em jogo, tem criança, tem pessoa de idade na minha família", argumenta a moça, com o médico dando a entender que não existe eficácia no uso da máscara.

O UOL conversou com uma funcionária do NGA e ela confirmou que o médico se recusa a utilizar máscaras ou seguir protocolos sanitários estabelecidos pela administração. "Ele vem dando muito trabalho e até assusta pacientes negando a gravidade da doença e a necessidade de protocolos sanitários, mas ninguém faz nada", disse ela, sem se identificar.

"Ele vai continuar atendendo porque a prefeitura não vai suspendê-lo e ele não aceita orientação", concluiu.

Procurada, a prefeitura de Franca enviou a seguinte nota. "A Prefeitura de Franca informa que já advertiu o profissional sobre o cumprimento dos protocolos sanitários e, assim tem orientado a todos os seus colaboradores. O caso relatado foi encaminhado à Secretaria de Saúde para melhor apuração dos fatos e adoção das medidas administrativas cabíveis".

O UOL tentou contato com o médico, mas não houve retorno.

Coronavírus