PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Pedágio da Linha Amarela voltará a ser cobrado nesta sexta-feira

Lamsa diz que pedágio voltará a ser cobrado na sexta-feira (9) -
Lamsa diz que pedágio voltará a ser cobrado na sexta-feira (9)

Colaboração para o UOL

07/04/2021 19h39

O imbróglio entre a Prefeitura do Rio de Janeiro e a Lamsa, concessionária que administra a Linha Amarela, parece que chegou ao fim na noite de hoje. A partir de sexta-feira (9), uma tarifa de R$ 4 será cobrada aos motoristas que passarem pela via. A decisão foi tomada após uma reunião entre o ministro Luix Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), e a Lamsa.

Na segunda-feira, houve uma audiência de reconciliação, onde o parlamentar sugeriu o valor provisório de R$ 4. Na ocasião, a concessionária havia pedido 48h para avaliar. Agora, a 6ª Vara de Fazenda Pública do Estado terá que fazer uma perícia nos contratos e aditivos para decidir uma nova precificação. A mesma deve ocorrer em no máximo 90 dias.

"A Lamsa informa que aceitou a proposta encaminhada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Luiz Fux, em audiência realizada no último no dia 5. Com a decisão, a concessionária restabelecerá a cobrança do pedágio, a partir da 0h do dia 9/4, sexta-feira, com tarifa provisória de R$4", disse a concessionária em nota.

O controle da Linha Amarela vinha sendo disputado desde o ano passado. A Lamsa assumiu a administração em março e informou que cobraria pedágio de R$ 7,20. Mas a prefeitura do Rio de Janeiro publicou um decreto para assumir o controle da via, suspender a cobrança e buscar um acordo judicial.

Cotidiano