PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
15 dias

PA: Dezenove respiradores novos são encontrados sem uso em hospital

Hospital Abelardo Santos, no Pará - Divulgação/Agência Pará
Hospital Abelardo Santos, no Pará Imagem: Divulgação/Agência Pará

Luciana Cavalcante

Colaboração para o UOL, em Belém

18/04/2021 07h37Atualizada em 18/04/2021 21h10

Dezenove respiradores novos foram encontrados no Hospital Abelardo Santos, no Pará. A informação foi confirmada hoje pelo Governo do Pará, por meio de nota. Os aparelhos não estavam sendo usados, mesmo em meio à segunda onda da pandemia de covid-19.

O hospital fica localizado no distrito de Icoaraci, e é referência no atendimento da doença. O caso gerou polêmica, após denúncias publicadas em blogs de que os aparelhos teriam sido encontrados em uma parede falsa no hospital, durante a transição da gestão da OSS (Organização Social de Saúde) Santa Casa de Misericórdia de Pacaembu para a atual, do ISSAA (Instituto de Saúde Social e Ambiental da Amazônia), que assumiu o hospital no dia 11 de março.

Em nota, a direção do ISSAA negou que os aparelhos tenham sido encontrados em uma parede falsa. A Secretaria Estadual de Saúde do Pará postou uma mensagem em suas redes sociais classificando a notícia como fake news.

Segundo a Organização Social, os equipamentos identificados na troca da gestão estavam em uma sala nas dependências do hospital e foram colocados para uso, após uma análise técnica, possibilitando a abertura de mais UTIs exclusivas para atendimento de pacientes de covid-19. Mas a OSS não informou quando eles foram encontrados nem por que eles não estavam sendo utilizados.

Ainda segundo a OSS, uma investigação interna está sendo realizada para apurar os fatos. A Organização Social de Saúde Santa Casa de Misericórdia de Pacaembu ainda não se pronunciou sobre o caso.

Por meio de nota oficial, a Secretaria Estadual de Saúde afirmou que os respiradores estavam em uma sala e que foram encontrados durante inspeção no dia 22 de março. Afirmou, ainda, que instaurou sindicância para apurar o fato.

O Pará tem hoje uma taxa de ocupação de UTI de 81,56% e de leitos clínicos, de 58,48%. Até agora foram registrados 450.872 casos e 11.866 óbitos no estado.

Hoje quase todo o estado está com bandeira vermelha, de alto risco de disseminação do vírus, com apenas as regiões do Baixo Amazonas e Tapajós, em bandeira laranja, de risco médio.

Veja a nota do governo na íntegra:

A Direção do Instituto de Saúde Social e Ambiental da Amazônia (ISSAA), Organização Social em Saúde (OSS) responsável pela gestão do Hospital Regional Dr. Abelardo Santos (HRAS), no distrito de Icoaraci, em Belém, desde o último dia 11 de março, reitera que preza pela transparência na administração pública, sobretudo, da supremacia do interesse público sobre o privado. Por isso, mais uma vez nega, com veemência, que os 19 respiradores não estavam em parede falsa no momento em que foram identificados.

Os equipamentos identificados na troca da gestão, estavam em uma sala nas dependências do Hospital. Após uma análise técnica, eles, imediatamente, foram colocados em uso, o que possibilitou a abertura de mais Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) exclusivas aos pacientes com a Covid-19. A Direção ressalta ainda que, uma investigação interna está sendo realizada para apurar os fatos.

Cotidiano