PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Polícia interdita carvoaria no RJ por trabalho escravo e crime ambiental

Operação da Polícia Civil do Rio de Janeiro interdita carvoaria em Itaguaí - Divulgação/Polícia Civil do Rio de Janeiro
Operação da Polícia Civil do Rio de Janeiro interdita carvoaria em Itaguaí Imagem: Divulgação/Polícia Civil do Rio de Janeiro

Colaboração para o UOL

05/05/2021 08h48

Uma operação da PCRJ (Polícia Civil do Rio de Janeiro) interditou uma carvoaria no município de Itaguaí por trabalho análogo a escravidão, crime ambiental e crime contra o consumidor. A ação teve colaboração do MPT (Ministério Público do Trabalho).

Ao fechar o local, a equipe prendeu em flagrante o proprietário da carvoaria e outras quatro pessoas. A polícia descobriu que a área de trabalho não tem banheiros, água, equipamentos de proteção ou um refeitório.

As condições precárias caracterizam o trabalho como escravo. Um dos funcionários nessa situação tem apenas 17 anos.

Além disso, a empresa de carvão não tirou o licenciamento ambiental nem possui alvará para estar funcionando, constituindo crime contra o meio ambiente.

A equipe de investigação identificou um terceiro crime, dessa vez contra o consumidor. Os sacos de carvão fornecidos pela loja não têm o peso adequado para serem vendidos.

Cotidiano