PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Corpos dos dois bombeiros são encontrados nos escombros de prédio da SSP-RS

Incêndio em prédio da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Rio Grande do Sul, deixou dois bombeiros desaparecidos  - RODRIGO ZIEBELL/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO
Incêndio em prédio da Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Rio Grande do Sul, deixou dois bombeiros desaparecidos Imagem: RODRIGO ZIEBELL/FRAMEPHOTO/ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

21/07/2021 21h09Atualizada em 22/07/2021 01h24

Foram encontrados na noite desta quarta-feira (21) os corpos dos dois bombeiros desaparecidos após o desabamento de parte do prédio da SSP-RS (Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul).

A notícia foi confirmada em coletiva de imprensa do governador do estado, Eduardo Leite (PSDB), ao lado do vice-governador, Delegado Ranolfo (PTB). Os corpos encontrados eram do 1º tenente Deroci de Almeida da Costa e do 2º sargento Lúcio Ubirajara de Freitas Munhós.

Segundo o governador, o tenente foi encontrado hoje por volta das 18h30, e o sargento próximo das 23h em operação que contou com a participação de mais de 120 profissionais.

Ambos foram resgatados com a remoção manual dos materiais, depois de cães farejadores dos Corpos de Bombeiros do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina confirmarem sua localização.

"Cumpriram ao extremo seu juramento de colocar a própria vida em risco para salvar outras vidas, e salvaram. Sua própria guarnição, que estava fazendo o trabalho de combate aos incêndios, garantindo que ninguém ficasse para trás", afirmou o governador Eduardo Leite, ao falar do tenente Almeida e sargento Munhós durante coletiva no início da madrugada de quinta-feira (22).

No Twitter o Corpo de Bombeiros publicou uma nota de pesar em nome dos dois agentes

Relembre o Caso

Um incêndio de grandes proporções destruiu o prédio da SSP (Secretaria de Segurança Pública) do Rio Grande do Sul em Porto Alegre, capital do estado, na noite de quarta-feira (14).
O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 22h para combater as chamas. Pouco depois das 23h, parte do imóvel desabou. O fogo teria começado no quarto andar e rapidamente se espalhou por todo o prédio. A causa do incêndio ainda era desconhecida.
Segundo a SSP, os dois bombeiros, que atuavam no controle do incêndio, desapareceram. "Assim que houver condições de adentrar às instalações, serão iniciadas buscas para confirmação de vítimas", informou a secretaria durante a madrugada de quinta-feira (15).

Cotidiano