PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
2 meses

Guinness confirma: dinossauros mais antigos do mundo foram achados no RS

Fóssil do Gnathovorax cabreirai. Guinness publicou ontem o recorde reconhecendo a região de Santa Maria como o berço dos mais antigos dinossauros do mundo. - Projeto Dinorigin
Fóssil do Gnathovorax cabreirai. Guinness publicou ontem o recorde reconhecendo a região de Santa Maria como o berço dos mais antigos dinossauros do mundo. Imagem: Projeto Dinorigin

Do UOL, em São Paulo

06/08/2021 11h16Atualizada em 06/08/2021 14h34

O Guinness World Records reconheceu ontem que os dinossauros mais antigos do mundo podem ter habitado a área chamada de Formação de Santa Maria, na região central do estado do Rio Grande do Sul. O título dado ao recorde é o de "os primeiros dinossauros".

Segundo a publicação, como não é possível datar precisamente os fósseis de dinossauros e seus ancestrais encontrados no mundo, uma maneira de comprovar o local dos dinossauros mais antigos do mundo foi verificar a datação científica das rochas onde os fósseis estavam.

"Usando este método, o local mais antigo conhecido do qual dinossauros foram recuperados até agora é a Formação Santa Maria do Rio Grande do Sul, Brasil, onde os cristais de zircão locais foram radiometricamente datados em até c. 233,2 milhões de anos, situando-os na idade ladiniana do final do período Triássico", diz a publicação.

O pedido de reconhecimento havia sido feito em novembro do ano passado pelos pesquisadores do Projeto Dinorigin, que encontraram os fósseis, coordenado pelo paleontólogo Sérgio Cabreira.

"Foi enviada primeiramente um petição de inclusão e posteriormente enviamos a documentação que comprovava a datação da formação rochosa na qual estavam inclusos os dinossauros da região, e a seguir nossa equipe elaborou os textos que fundamentavam nossa solicitação, informando quais os animais que foram descobertos na formação Santa Maria, como candidatos a serem os mais antigos do mundo. Este processo levou aproximadamente 6 meses até a aprovação", explica o grupo.

Até agora na Formação Santa Maria foram encontrados fósseis de dinossauros como Saturnalia tupiniquim, Nhandumirim waldsangae, Buriolestes schultzi, Pampadromaeus barberenai, Bagualosaurus agudoensis, Gnathovorax cabreirai e Staurikosaurus pricei.

Todos esses dinossauros eram bípedes herbívoros relativamente pequenos, conhecidos como sauropodomorfos (que mais tarde dariam origem aos saurópodes gigantes), exceto o estauricossauro, que era um herrerasaurídeo comedor de carne, e os buriolestes, exclusivamente carnívoros entre os sauropodomorfos.

Tanzânia e Argentina

O Guinness também cita ainda que outra formação rochosa mais antiga onde há fósseis fica na Argentina, com 231,7 milhões de anos. Ou seja, uma diferença de 1,5 milhão de anos para a do Rio Grande do Sul.

Outro dinossauro potencialmente ainda mais velho - Nyasasaurus parringtoni - foi encontrado em rochas que datam de 243 milhões de anos (durante a idade anisiana do Triássico) na Tanzânia. No entanto, devido a vestígios muito fragmentados, ainda existe dúvida se o animal era realmente um dinossauro ou alguma outra forma de réptil.

Cotidiano