PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Noiva faz bolo de separação e tenta revender festa já paga em Brasília

Julia fez um bolo para comemorar o divórcio - Arquivo pessoal
Julia fez um bolo para comemorar o divórcio Imagem: Arquivo pessoal

Bruna Barbosa Pereira

Colaboração para o UOL, em Cuiabá

07/11/2021 13h55

O tão sonhado dia da festa de casamento virou pesadelo quando a fonoaudióloga Julia Bittencourt, de 37 anos, descobriu que o noivo havia ido embora para outro estado, para viver com outra mulher. Depois do abandono, Julia decidiu comemorar a separação com bolo e, agora, tenta revender a festa orçada em R$ 70 mil, em Brasília (DF).

Ao UOL, Julia conta que planejou a festa com tudo que tinha direito: cerimonal, decoração, bebidas, jardim para a cerimônia de casamento e buffet farto para os convidados.

O evento aconteceria em 18 de dezembro deste ano, em Brasília (DF), depois de um longo adiamento provocado pela pandemia de covid-19. O ex-casal começou a planejar a festa —e pagar os fornecedores— ainda no início de 2020. Enquanto esperava pela nova data, decidiu se casar no civil.

Agora, a fonoaudióloga diz que sua prioridade é reaver parte do investimento que fez na festa.

"Quem comprar meu contrato [da festa de casamento] vai poder montar [uma nova festa] como quiser, não precisam ser as mesmas decorações, comidas ou bebidas. Sei que está muito próximo da data, mas o que mais queria era vender a festa inteira para receber meu dinheiro integral, em vez de uma porcentagem por ter feito o distrato", lamenta.

Julia ressalta que a nova festa não precisa nem ser de casamento. Os contratos podem ser adaptados para qualquer comemoração.

Casa deixada vazia

Além do prejuízo com a festa de casamento, Júlia diz ter arcado com as despesas da reforma do imóvel onde o casal vivia. "Fiz empréstimos para poder reformar a casa, contratamos um arquiteto e um engenheiro para fazer o projeto do jeito que nós dois sonhávamos. Como ele estava desempregado, arquei com tudo. Fui adquirindo dívidas", diz.

Julia já havia se deparado com sinais de que o ex-marido poderia ter outro relacionamento. Quando era confrontado, ele tratava de afastar as suspeitas o mais rápido possível, segundo Julia. Até que ele sumiu.

"Ele não deixou nenhum bilhete, simplesmente deixou a chave do meu carro na caixa do correio. Escrevi algumas mensagens para ele, mas já sabia que ele tinha me abandonado", conta.

Logo Julia descobriu que o ex-marido estava com outra mulher e que seria pai. Para Julia, os dias seguintes foram os mais difíceis. Ela afirma que a situação só não foi pior porque já fazia acompanhamento psicológico e psiquiátrico.

"Fiquei sentindo um misto de vergonha, em relação a minha família, e tristeza. Não tinha vontade de fazer nada. Era um choro incontrolável, mas depois tudo foi melhorando", lamenta.

Volta por cima

Apesar do medo de ser julgada negativamente pela família e amigos, Julia comemora o acolhimento que recebeu. "Minha família foi extremamente generosa e acolhedora, assim como meus amigos. Isso mudou a minha perspectiva", conta.

Como o casal chegou a se casar no civil, foi preciso assinar o divórcio. O ex, já morando em outro estado, enviou uma procuração para que Julia assinasse pelos dois, conta ela.

No dia de concretizar o divórcio, Julia decidiu comemorar o que chamou de "livramento" com um bolo. Os "noivinhos" que encomendou para decorar a sobremesa foram usados na comemoração. Separados, um de cada lado do bolo.

"Todas as pessoas que me conhecem falam que voltei a ter um brilho no olhar depois do divórcio. Me sinto mais feliz e bem comigo mesma. Estou vivendo meu melhor agora. Sabe aquela frase clichê? Já sou completa, quero transbordar", afirma.

Cotidiano