PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Funcionários que superfaturavam carne são presos após prejuízo de R$ 50 mil

Dupla foi presa em flagrante suspeita de superfaturarem preço de carnes entregam em supermercado, em GO - Reprodução/ Polícia Civil de GO
Dupla foi presa em flagrante suspeita de superfaturarem preço de carnes entregam em supermercado, em GO Imagem: Reprodução/ Polícia Civil de GO

Do UOL, em São Paulo

03/12/2021 20h32Atualizada em 03/12/2021 20h32

Dois homens, de 39 e 51 anos, que não tiveram identidades reveladas, foram presos em flagrante suspeitos de superfaturar preço de carnes bovinas que eram compradas por um supermercado de Santa Terezinha de Goiás (GO). Um deles era funcionário de um frigorífico e o outro açougueiro do comércio. Eles teriam gerado um prejuízo de ao menos R$ 50 mil ao estabelecimento.

"O funcionário [do frigorífico] entregava a carne no supermercado e o açougueiro aumentava o peso daquela carne e, com isso, o dono do supermercado realizava o pagamento a mais da mercadoria recebida", explica o delegado Fernando Gontijo, em conversa com o UOL.

Os superfaturamentos ocorreram em várias entregas no supermercado em um período de dois meses. Os suspeitos dividiam entre si todos valores pagos acima do preço real das mercadorias.

"O prejuízo gerado foi de, no mínimo, R$ 50 mil. Mas, durante a prisão e diligências investigativas, nós conseguimos recuperar R$ 20 mil em dinheiro, [valor] que foi apreendido e entregue ao proprietário do supermercado", informa o delegado.

Os suspeitos autuados em flagrante na última quarta-feira (1º) foram levados para a Delegacia de Santa Terezinha de Goiás. Com defesa constituída, eles passaram por audiência de custódia. O juiz fixou fiança em R$ 3 mil para deixar a Unidade Prisional de Ceres (GO), valor que foi pago pelos suspeitos.

O UOL tenta localizar o representante legal dos dois homens, até o momento, sem sucesso. Assim que houver manifestação, este espaço será atualizado.

Cotidiano