PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Cantor relata venda de comprovante de vacinação falso, e polícia investiga

Cantor Renan Malato denunciou venda de comprovantes de vacinação falsos em Belém - Reprodução/Instagram
Cantor Renan Malato denunciou venda de comprovantes de vacinação falsos em Belém Imagem: Reprodução/Instagram

Luciana Cavalcante

Colaboração para o UOL, em Belém

06/12/2021 22h07

A Polícia Civil e a Secretaria Municipal de Saúde de Belém estão investigando uma denúncia de venda de comprovantes falsos de vacinação contra a covid-19. O caso veio à tona no final de semana, após o cantor Renan Malato publicar um vídeo com a denúncia. As imagens viralizaram na cidade e chegaram até as autoridades.

A Secretaria de Saúde informa que vai convocar o cantor para que o caso seja apurado, e a polícia o intimou para esclarecer a denúncia. Um inquérito policial também foi instaurado.

No vídeo, o cantor Renan Malato relata que um comprovante falso estava sendo oferecido por R$ 50 em um grupo de Whatsapp de alunos da academia de ginástica que ele frequenta.

"Eu tô num grupo aqui dos bodybuilder. Os caras pedindo 'cinquenta paus' para falsificar a carteira de vacinação. Não faça isso, mano! Não quer se vacinar, não se vacina, vai malhar em outra academia. Fala sério! Todo mundo trabalhando, governo, academia para tentar deixar o ambiente mais seguro e vem o cara ai querendo falsificar o comprovante cobrando 50 contos?", critica o artista, que tem 10,6 mil seguidores no Instagram.

O vídeo mostra ainda prints da conversa com a suposta oferta de falsificação.

Pará obriga comprovante em academias

O caso ocorreu no último final de semana, na véspera do novo decreto estadual que obriga a apresentação de comprovante de vacinação completa para ter acesso a lugares de concentração de pessoas, como academias, restaurantes, bares, boates, casas de shows, igrejas e estádios de futebol.

Em nota, a Secretaria de Saúde informa que a equipe de coordenação da vacinação consegue verificar a veracidade do cartão de vacinação por meio do Sistema de Informações do Programa Nacional de Informações (SIPNI) e pelo aplicativo da campanha de vacinação contra a Covid-19 em Belém. Para a população geral está disponível no aplicativo "Conecte SUS".

Cotidiano