PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Fotógrafo registra 'rua de nuvens' durante voo no Sul do Brasil

Fenômeno chamado popularmente de "rua de nuvens" foi registrado no litoral do sul do Brasil - Gabriel Wolkind/Twitter
Fenômeno chamado popularmente de 'rua de nuvens' foi registrado no litoral do sul do Brasil Imagem: Gabriel Wolkind/Twitter

Do UOL, em São Paulo

05/07/2022 19h33Atualizada em 05/07/2022 19h33

Um fotógrafo que seguia de avião da cidade de Porto Alegre para o Rio de Janeiro registrou uma inusitada fileira de nuvens no céu do Sul do Brasil na tarde de ontem. As fotos, publicadas por Gabriel Wolkind no Twitter, mostram pelo menos 10 nuvens, em forma de "rolo" e enfileiradas uma ao lado da outra sobre o Oceano Atlântico.

"Foi a primeira vez que eu vi isso. Por estar em um avião e ver essa cena, fiquei surpreso e muito feliz", afirmou Gabriel em entrevista ao UOL.

Segundo o MetSul, o nome técnico dado ao fenômeno registrado por Gabriel é "rolos conectivos horizontais". Ele também é conhecido como "ruas de nuvens", em jargão usado na meteorologia.

A formação, de acordo com o serviço meteorológico, ocorre com nuvens Cumulus, que são formadas no processo de esfriamento do ar quente conforme ele sobe para a atmosfera e condensa.

"O ar frio afundando em ambos os lados da zona de formação de nuvens cria uma área livre de nuvens. Mais tarde, quando várias dessas massas de ar alternadas subindo e descendo se alinham com o vento, as ruas de nuvens se desenvolvem", explicou o MetSul.

As imagens de satélite analisadas pelo MetSul mostraram que as ruas de nuvens foram formadas na região dos litorais norte do Rio Grande do Sul e sul de Santa Catarina. "Pelas imagens de satélite, algumas fileiras de nuvens se estendiam por centenas de quilômetros", afirmou o serviço.

Estudos mostram que uma "tempestade perfeita" é necessária para a formação de ruas de nuvens como a registrada pelo fotógrafo. É essencial que os ventos de superfície estejam em direção constante e com velocidade entre 20 km/h e 30 km/h.

Cotidiano