Topo

Incêndio em abrigo para crianças deixa quatro mortos e 15 feridos no Recife

Do UOL, em São Paulo

14/04/2023 07h06Atualizada em 14/04/2023 16h08

Um incêndio atingiu o abrigo infantil Lar Paulo de Tarso na madrugada de hoje no bairro Ipsep, no Recife. Pelo menos três crianças e um adulto morreram.

O que aconteceu:

  • O incêndio começou por volta das 4 horas numa sala com muitos equipamentos eletrônicos, como TV. O fogo se alastrou para a sala e o terraço, informou um porta-voz dos Bombeiros à TV Guararapes.
  • Ao todo, 19 pessoas, sendo 17 crianças e dois adultos, precisaram de atendimento ou remoção de urgência. Os quartos onde as crianças dormiam não foram atingidos pelo fogo, mas houve a inalação de fumaça tóxica.
  • No primeiro quarto, as crianças foram retiradas por uma janela. No segundo quarto, houve mais dificuldade, informaram os Bombeiros à TV Guararapes.
  • Uma criança e uma mulher foram encontradas mortas no local. A identidade das vítimas foi preservada.
  • Duas crianças foram socorridas, mas morreram no caminho até o hospital. Quinze pessoas foram encaminhadas para atendimento médico.
  • O Instituto de Criminalista está no local para investigar as causas do incêndio. O local do acidente estava com o alvará do Corpo de Bombeiros em situação regular.
  • O Lar Paulo de Tarso cuida de crianças e adolescentes em situação de risco social. Elas são encaminhadas pelo Conselho Tutelar ou Juizado da Infância e Juventude e ficam no abrigo até que possam retornar para a família de origem ou ingressarem numa família substituta (guarda, tutela ou adoção).

As vítimas:

  • Oito feridos deram entrada no Hospital da Restauração, a maioria por inalação de fumaça. Sete estão na UTI e uma está em observação na Unidade de Tratamento de Queimados.
  • O Hospital Geral de Areias recebeu quatro crianças e um adulto. Todos estão estáveis.
  • Na UPA da Imbiribeira, duas vítimas foram entubadas.

As visitas às crianças e adolescentes internados serão avaliados caso a caso, informou a juíza Helia Viegas, coordenadora da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça de Pernambuco.

"Será avaliado em cada processo aqueles que podem realizar as visitações. O acolhimento acontece quando a criança ou adolescente está em situação de risco junto à família biológica. Se não houver restrição de visitas pelos familiares, ela será plenamente garantida."

Nas redes sociais, o prefeito do Recife, João Campos (PSB), lamentou o incêndio no abrigo. "O momento é de dor e de solidariedade".

Em nota de pesar, a governadora Raquel Lyra diz que Pernambuco está de luto. "Desde a notificação do incêndio, Corpo de Bombeiros e Polícia Civil estão atuando, bem como nossas equipes de saúde. Deixo a minha solidariedade às famílias das vítimas neste momento de muita dor".