! Crescem consumo e produção de gás natural no Brasil - 11/05/2006 - EFE - Economia
UOL EconomiaUOL Economia
UOL BUSCA


Últimas Notícias  


11/05/2006 - 19h02
Crescem consumo e produção de gás natural no Brasil

Rio de Janeiro, 11 mai (EFE).- A oferta interna de gás natural no Brasil aumentou 7,4% durante 2005 em comparação ao ano anterior, e o uso deste combustível é o que mais cresce no país, segundo dados oficiais divulgados hoje.

O volume disponível para o consumo do mercado interno chegou a 58,5 milhões metros cúbicos por dia, frente aos 54,5 milhões de metros cúbicos em 2004, segundo a Empresa de Pesquisa Energética (EPE), subordinada ao Ministério de Minas e Energia.

O gás natural é o combustível que apresenta as taxas mais altas de crescimento na matriz energética do país.

Este combustível mais que duplicou sua participação na oferta interna de energia nos últimos anos, ao passar de 3,7% (1998) para 9,4% (2005), segundo os dados apresentados em entrevista coletiva pela EPE.

A produção de gás natural no Brasil cresceu apenas 2 milhões de metros cúbicos por dia, o que representa um aumento de 4,3%, para 48,5 milhões de metros cúbicos por dia.

A participação do gás importado da Bolívia subiu 11,3%, o equivalente a 2,5 milhões de metros cúbicos entre 1998 e 2005.

A maior parte do gás produzido no Brasil é reutilizado pela própria indústria petrolífera para devolvê-lo aos poços de petróleo ou para fazer funcionar as grandes plataformas de produção, que demandam tanta energia quanto uma cidade pequena.

Com um fornecimento de cerca de 27 milhões de metros cúbicos por dia, o gás boliviano abastece cerca de 60% do mercado brasileiro industrial, comercial, doméstico e automobilístico, o que exclui a Petrobras.

O setor industrial consome a maior parte da oferta de gás, com 24,3 milhões de metros cúbicos por dia e um aumento de 16,9% comparado a 2004, após a substituição gradual do consumo de combustível residual e gás liquidificado de petróleo (GLP), segundo os números da EPE.

O setor do transporte registrou um aumento de 20,9% no uso do gás natural para veículos, para 5,2 milhões de metros cúbicos por dia.

O uso do gás no Brasil só diminuiu no segmento de geração elétrica, ao passar de 12,6 milhões de metros cúbicos (2004) para 11,9 milhões de metros cúbicos (2005), devido ao maior uso da energia de origem hidroelétrica.

A oferta interna de energia - que reflete a soma da produção interna com as importações, menos as exportações e as perdas de todas as fontes disponíveis no país - aumentou em 2,1% em 2005.

Além do gás natural, aumentou o uso da energia de origem hidráulica e dos produtos da cana de açúcar.

No ano passado, 55,5% da energia consumida no Brasil foi de origem renovável, e 38,6% veio do petróleo e derivados.