UOL EconomiaUOL Economia
UOL BUSCA

19/05/2006 - 12h01

Dívida externa cai em abril e é a menor em mais de dez anos

Da Redação
Em São Paulo
A dívida externa do Brasil atingiu em abril o menor nível desde dezembro de 1995, ficando em US$ 161,862 bilhões. O resultado de abril representa queda de US$ 6,39 bilhões diante dos números de março, quando foram registrados US$ 168,257 bilhões, segundo dados do Banco Central divulgados nesta sexta-feira .

A queda do endividamento de um mês para o outro refletiu principalmente um recuo da dívida do setor público não-financeiro, que somou em abril US$ 76,1bilhões, o menor nível desde o início da série do BC, em 1990.
No mês passado, o governo comprou um total de US$ 6,459 bilhões de dólares em Bradies (títulos), ajudando na redução da dívida.

Em abril, o Brasil também diminuiu a sua dívida com o Clube de Paris em US$ 113 milhões. Segundo o BC, a dívida remanescente com o Clube de Paris é de US$ 650 milhões, que deve ser paga até o final do ano.

Do montante da dívida em abril, US$ 144,089 bilhões são de médio e longo prazo -ante US$ 150,258 bilhões na posição anterior. A parcela que vence em curto prazo é de US$ 17,773 bilhões, ante US$ 17,999 bilhões estimados para março. Segundo o BC, essa redução de US$ 226 milhões ocorreu por conta de diminuição nas linhas externas de crédito direcionadas a financiamento do comércio exterior.

O valor da dívida exclui os empréstimos intercompanhias, que passaram a ser classificados pelo BC como investimentos diretos. Esses empréstimos de multinacionais a suas filiais no Brasil estavam com saldo de US$ 20,1 bilhões em abril, ante os US$ 19,949 bilhões de março.

Considerando os empréstimos intercompanhias, portanto, a dívida externa global chegou a US$ 181,962 bilhões em abril, com queda ante os US$ 188,206 bilhões de março.

(Com informações de Reuters e Valor Online)

Shopping UOL