UOL EconomiaUOL Economia
UOL BUSCA

14/11/2006 - 16h38

Crise no tráfego aéreo não atrapalha turismo brasileiro, diz diretor da Embratur

Da Redação
Em São Paulo
O diretor de Marketing e de Relações Institucionais do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Márcio Nascimento, avalia que a crise no controle de tráfego aéreo não vai gerar problemas ao turismo e à imagem do país, embora possa causar uma impressão negativa sobre os serviços que o Brasil oferece, segundo informa a Agência Brasil (órgão oficial de divulgação do governo federal).

"É claro que quando o estrangeiro sai do país faz uma recomendação da viagem. O que pode causar é uma recomendação não muito positiva desse serviço. A gente entende que todos os lugares do mundo têm problemas operacionais e de trabalhadores. O que o estrangeiro consegue receber aqui supera em muito qualquer problema que ele possa ter nos aeroportos", avalia o executivo.

De acordo com a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), os passageiros enfrentaram novos atrasos nos vôos hoje (14 de novembro): dos 473 vôos programados, 123 decolaram com mais de 15 minutos de atraso, o que representa 26% do total.

Os atrasos ocorreram por motivos diversos, como problemas meteorológicos, dificuldades técnicas da companhia aérea ou de tráfego aéreo.

A edição de hoje do "Diário Oficial" da União traz a autorização para o concurso público que prevê a contratação de 64 controladores de vôo. No início do mês, uma Medida Provisória (MP) autorizou a contratação de mais 60 profissionais, em regime temporário até 31 de dezembro de 2007.

(Com informações da Agência Brasil)

Shopping UOL