UOL EconomiaUOL Economia
UOL BUSCA

24/05/2007 - 15h39

Paraguai pode ser o primeiro destino dos carros "flex" do Brasil

ASSUNÇÃO, 24 maio 2007 (AFP) - Autoridades da área de economia e empresários de Paraguai e Brasil estão negociando a exportação dos carros "flex" do Brasil, que funcionam tanto a gasolina como a álcool, informaram nesta quinta-feira fontes do governo do Paraguai.

"Propusemos um encontro entre fabricantes brasileiros e importadores paraguaios para possibilitar que o Paraguai seja o primeiro mercado de exportação de carros flex", revelou o porta-voz do governo, Víctor Varela.

Varela, diretor-geral da Rede de Investimentos e Exportações (Rediex) do Ministério da Indústria e Comércio, destacou que estão avançadas as conversas para concretizar a adoção dos chamados carros "flex".

Os carros que possuem este tipo de motor são o sucesso desta década, ressaltou Varela a jornalistas.

Ele explicou que o Brasil tem hoje 24 marcas diferentes produzindo veículos e motores em 41 fábricas espalhadas por todo o país.

Delas, 9 são as que lançaram no mercado interno os carros denominados "flex-fuel".

Desde que nasceu o plano de produção de álcool nos anos 70, o Brasil adotou mudanças nos motores buscando o melhor rendimento dos veículos, para que chegassem ao nível dos movidos à gasolina, contou.

Shopping UOL