! Banco para clientela muçulmana autorizado a abrir agências na Grã-Bretanha - 14/08/2004 - AFP - Economia
UOL EconomiaUOL Economia
UOL BUSCA


Últimas Notícias


14/08/2004 - 16h05
Banco para clientela muçulmana autorizado a abrir agências na Grã-Bretanha

Por Pierre Pratabuy LONDRES, 14 ago (AFP) - O Islamic Bank of Britain (IBB), que acaba de ser autorizado a abrir agências em território britânico, será o primeiro banco da Europa a se dirigir a uma clientela muçulmana - uma religião que possui no Reino Unido cerca de dois milhões de pessoas.

As autoridades financeiras britâncias concederam ao IBB, estabelecimento completamente islâmico, o direito de operar sob licença na Grã-Bretanha e em outros países europeus.

Até agora, os produtos financeiros que respeitam a charia - lei islâmica - eram oferecidos somente através de fundos de investimentos especializados dependentes de estabelecimentos tradicionais, como o HSBC Amanah Global Equity Fund, ou através de bancos on-line, como o ihilal.com.

"O mercado islâmico do banco muçulmano na União Européia (UE), composto por 10 milhões de pessoas, era importante demais para ser ignorado", explicou Warren Edwardes, diretor-geral de Delphi Risk Management, uma consultoria que atua no mundo das finanças islâmico desde 1985.

"Até agora, havia somente um número reduzido de produtos islâmicos disponíveis, que não podiam competir com os convencionais", destacou Edwardes.

O IBB conta com o apoio de um grupo de investidores do Golfo Pérsico e da Grã-Bretanha, entre eles algumas instituições financeiras.

O IBB é presidido por Abdul Rahman Abdul Malik, que também dirige o Abu Dhabi Islamic Bank. Seu diretor-geral é David Gates, também membro do conselho de administração de Jordan International Bank. O diretor de operações do IBB, Michael Hanlon, é um ex-dirigente de Barclays.

A idéia de um capitalismo coerente com a religião islâmica nasceu no Egito no início dos anos 60, e se desensolveu rapidamente na Arábia Saudita e nos Emirados Árabes Unidos. A sharia proíbe, por exemplo, emprestar dinheiro em troca de interesses, ou investir na indústria do álcool, do tabaco ou da pornografia.

Os primeiros bancos ocidentais que ofereceram investimentos adaptados a estes princípios foram Kleinswort Benson, Citibank International, ANZ Grindlays e Robert Flemings.

"É uma atividade que evolui constantemente. Hoje em dia, representa cerca de 180 bilhões de dólares, com um crescimento anual de 15%", afirmou Iqbal Khan, responsável pelas finanças islâmicas no HSBC Amanah Finance.

Um total de 150 instituições financeiras islâmicas operam atualmente em mais de 40 países. No entanto, o IBB será o primeiro banco para muçulmanos inaugurado em um país não islamita.

"Foi preciso muito tempo e muito trabalho", admitiu a FSA, o organismo britânico que regula os serviços financeiros, referindo-se às dificuldades para conciliar exigências espirituais e regulamentação financeira.

O IBB abrirá uma agência em Londres em setembro, e outras duas em Birmingham e em Leicester em outubro.