! Grupo espanhol Iberostar aterrissa na Bahia e anuncia hotel - 07/06/2006 - EFE - Economia
UOL EconomiaUOL Economia
UOL BUSCA


Últimas Notícias


07/06/2006 - 15h44
Grupo espanhol Iberostar aterrissa na Bahia e anuncia hotel

Rio de Janeiro, 7 jun (EFE).- O grupo espanhol Iberostar iniciou suas atividades na Bahia com um primeiro hotel em um complexo turístico, o que significará um investimento de aproximadamente US$ 250 milhões.

A informação foi apresentada hoje pelo diretor comercial do grupo no Brasil, Orlando Giglio, que também anunciou o primeiro vôo charter entre Madri e Salvador para 4 de julho.

Em uma aposta pelo turismo brasileiro e internacional, a Iberostar anunciou há dois anos um projeto para entrar no mercado brasileiro que incluía um barco para cruzeiros na Amazônia e um complexo de 1.650 apartamentos, 200 unidades residenciais, um centro de convenções e outro comercial, entre outras instalações.

O primeiro hotel, que terá inclusive um campo de golfe, entre outros atrativos, começou a operar em abril com o nome Iberostar Bahia, embora sua inauguração oficial esteja prevista para a segunda quinzena de junho.

Giglio confirmou hoje que em novembro de 2007 a empresa deve abrir o segundo hotel e o centro comercial, e um ano depois a primeira parte das casas residenciais.

O complexo, chamado Iberostar Golf Spa Resort e Village, será concluído até o final de 2009 e compreenderá, além das casas, um terceiro hotel e instalações de lazer, que incluem um parque aquático.

O projeto está situado na zona de Mata de São João, a cerca de 75 quilômetros de Salvador, em frente à Praia do Forte, conhecido local de desova de tartarugas, o que exigiu medidas especiais para a preservação do meio ambiente.

As operações do Iberostar na Bahia se somam às de seus cruzeiros de luxo no Amazonas, iniciadas há pouco mais de um ano.

Segundo Giglio, o grupo calcula trazer ao Brasil este ano um total de 36 mil turistas europeus, mas sua aposta neste país contará também com um importante componente brasileiro.

O grupo espera "ter uma ocupação linear" em seu complexo hoteleiro na Bahia ao longo do ano, ao aproveitar a não-coincidência entra as altas temporadas na Europa e no Brasil.

O nível de ocupação ficou em 79% em maio, e prevê-se que em junho se situe nos 72%, subindo para 90% em julho.

A empresa, que está presente em 29 países, considera que existe um forte potencial turístico no Brasil, um país que, segundo este diretor, ainda não se consolidou totalmente como destino turístico internacional.

Com a abertura na Bahia, a cadeia conta com quase uma centena de hotéis e mais de 61 mil leitos disponíveis na Europa, América Central e Caribe, América do Sul e África.