! Vice-presidente evita dar detalhes da transação do Google com Akwan - 20/07/2005 - Valor Online
UOL EconomiaUOL Economia
UOL BUSCA


Últimas Notícias


20/07/2005 - 14h25
Vice-presidente evita dar detalhes da transação do Google com Akwan

SÃO PAULO _ O vice-presidente de engenharia do Google, Alan Eustace, em entrevista há pouco ao Valor Online, preferiu não dar detalhes da transação que levou a companhia a adquirir 100% do controle da empresa mineira de busca Akwan, criada por professores da Universidade Federal de Minas Gerais.

Segundo ele, o que atraiu a Akwan para o Google foi sua forte participação de mercado na região. Indagado sobre qual seria essa participação, no entanto, ele disse não saber informar.

O executivo também não revelou quantos funcionários fazem parte da Akwan, mas ressaltou que todos já estão trabalhando no que será agora o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Google na América Latina.

Segundo ele, a companhia americana "está muito interessada no mercado latino-americano" e, nesse contexto, a compra da Akwan faz parte do esforço mundial empreendido pelo Google para encontrar engenheiros locais na criação de suas subsidiárias.

Praticamente todas as informações sobre a companhia mineira já estão hoje retiradas da internet e substituídas por páginas do Google onde se informa a aquisição da empresa.

Além de desenvolver sistemas de busca e de ter criado o site Todobr, também já fora do ar, a Akwan licenciou sua tecnologia para a Barcino, empresa de recuperação de informações criada na Universidade do Chile.

Ivan Moura Campos, que fez parte do Comitê Gestor de Internet do país e da comissão brasileira da Internet Corporationfor Assigned Names and Numbers (ICANN), aparece como sócio da empresa em um documento de 2003.

Mesmo listado na bolsa eletrônica Nasdaq, o Google não revelou detalhes financeiros da operação por se tratar de uma companhia considerada de pequeno porte.

(Taís Fuoco | Valor Online)