! Microsoft lidera iniciativa para educar internautas da América Latina para uma navegação segura - 19/05/2006 - Valor Online
UOL EconomiaUOL Economia
UOL BUSCA


Últimas Notícias


19/05/2006 - 18h32
Microsoft lidera iniciativa para educar internautas da América Latina para uma navegação segura

SÃO PAULO - A Microsoft idealizou uma campanha para educar o internauta da América Latina e tornar a navegação na web mais segura. A iniciativa, que conta com o apoio das entidades Fundação Abrinq e ONG Cidade Escola Aprendiz, faz parte das iniciativas mundiais da gigante de software para disseminar a boa prática no uso da rede mundial de computadores.

Como explicou há pouco Ana Claudia Oliveira, gerente de soluções de segurança da Microsoft Brasil, a campanha " Navegue Protegido " visa alertar a população para ameaças que vão desde o conteúdo pornográfico, racista e violento ao qual as crianças e adolescentes têm acesso na web até o roubo de identidade, a disseminação de spams e vírus e a invasão de privacidade, como o roubo de senhas de banco, por exemplo.

Ela lembrou, em encontro com a imprensa, que nesta semana o Ministério Público (MP) ameaçou exigir que o Google saia do Brasil diante das dificuldades em conseguir que a companhia libere as identidades dos usuários do site Orkut - que encontra no Brasil mais de 70% de seus cerca de 14 milhões de usuários e em cujas páginas o MP encontrou comunidades que estimulam crimes como o racismo e a pedofilia, por exemplo.

" Em sites como esse as crianças colocam fortos suas e de seus familiares, contam onde estiveram no último final de semana e abrem detalhes de sua vida para qualquer visitante " , alertou. Segundo ela, cerca de 7 milhões de crianças e adolescentes com menos de 18 anos navegam pela internet hoje na América Latina.

Os ataques e roubo de senhas também são problemas crescentes na rede mundial. A executiva citou que os ataques à navegação cresceram 680% de janeiro a junho de 2005 e que uma em cada 16 mensagens de correio eletrônico está hoje infectada com vírus.

Segundo Sandra Amaral de Oliveira Faria, superintendente da Fundação Abrinq, a internet é um meio de comunicação muito poderoso e, por isso mesmo, as pessoas " precisam ser educadas para usar esse instrumento " . Ela lembrou que a preservação do anonimato e a fragilidade na punição " tornam a web um campo fértil " para a disseminação de práticas criminosas.

O primeiro passo da campanha foi a criação de um portal na internet, com conteúdo voltado para pais, jovens e professores, estes últimos orientados a usar a tecnologia na sala de aula. Os pais aprendem como orientar e acompanhar a navegação dos filhos, enquanto os jovens são alertados a se certificarem da verdadeira identidade das pessoas com quem trocam mensagens na web, assim como a não abrirem demais sua privacidade na rede.

Informação sobre o que é firewall e como identificar um site seguro para compras também estão no site www.navegueprotegido.org.

(Taís Fuoco | Valor Online)