UOL EconomiaUOL Economia
UOL BUSCA

06/10/2006 - 10h26

Carteira de pedidos da Embraer atinge US$ 13,3 bilhões no terceiro trimestre

SÃO PAULO - A carteira de pedidos da fabricante de aviões Embraer atingiu US$ 13,3 bilhões até o final do terceiro trimestre, o que representa um aumento de 29% em relação ao mesmo perído do ano passado.

De acordo com a empresa, esforços de vendas realizados em suas três áreas de negócios (aviação civil, aviação executiva e aviação militar e de governos) foram os motivos do incremento na carteira. Entre julho e setembro, a companhia contabilizou 137 novos pedidos firmes, sendo 50 para o modelo ERJ 145, outros 50 do jato EMB 190, 30 aviões do modelo EMB 175 e sete aeronaves EMB 170.

Os pedidos vieram da China (HNA), EUA (Republic Airways), e do Egito (EgyptAir), além de um comprador não identificado pela Embraer.

Em 30 de setembro, a Embraer tinha 414 pedidos firmes em sua carteira de aviação civil. O modelo EMB 190 é o que tem mais pedidos pendentes de entrega, 257. O mais novo jato da companhia, o EMB 195, o maior avião fabricado no Brasil, é responsável por 40 pedidos em carteira. A primeira unidade da aeronave foi entregue no mês passado à britânica Flybe.

Na carteira de pedidos de aviação civil, por destino, os EUA e o Canadá são, disparados, os principais clientes da Embraer. Os dois países juntos têm 218 pedidos firmes. Em segundo lugar vem a China, com 105 pedidos, seguida pela Europa, com 56. Novo mercado da Embraer, mais forte no segmento de aviação executiva, o Oriente Médio é responsável por 15 dos pedidos firmes da fabricante brasileira.

(José Sergio Osse | Valor Online)

Shopping UOL