UOL EconomiaUOL Economia
UOL BUSCA

06/10/2006 - 19h02

Embraer vai acelerar produção para reverter atrasos e tentar superar 160 entregas em 2007

SÃO PAULO - Para contornar problemas de entrega causados por atrasos de seus fornecedores e para poder atender mais clientes, a Embraer anunciou hoje que vai intensificar seu ritmo de produção em 2007. O objetivo seria superar o número de 160 entregas no ano que vem, segundo o presidente da empresa, Maurício Botelho.

Num primeiro momento, o aumento no ritmo da Embraer será destinado a recolocar no cronograma as entregas dos modelos EMB 190 e 195. Eles foram afetados pelo atraso da japonesa Kawasaki na entrega das asas.

O atraso deve ser eliminado no primeiro trimestre de 2007. Na seqüência, segundo Botelho, a cadência de produção deve ser mantida alta para "criar espaços".

"Em 2006 estamos completamente 'sold out'. Por isso, vamos aproveitar o aumento na cadência de produção para criar espaços em 2007 e atender mais clientes", disse o presidente da empresa. A Embraer tem em carteira 414 pedidos firmes e, segundo Botelho, entre 90% e 95% da capacidade de produção no ano que vem já está comprometida.

Ainda de acordo com o presidente da empresa, o aumento na cadência de produção necessário para colocar em dia os programas do EMB 190 e do EMB 195 servirão ainda para "azeitar" a operação.

"A cadência maior de produção azeita a operação. Também acelera a curva de aprendizado (dos técnicos) e melhora a margem bruta e a líquida da empresa", disse. "Isso será o caminho da eficiência", disse.

A Embraer deve anunciar em novembro, como faz tradicionalmente, sua projeção de entregas para os dois próximos anos. No momento, a empresa trabalha com um mínimo de 160 entregas no ano que vem. Segundo Botelho, porém, "esse número deve ser maior - será maior".

(José Sergio Osse | Valor Online)

Shopping UOL