UOL EconomiaUOL Economia
UOL BUSCA

01/11/2006 - 17h15

Custos operacionais levaram TAM a optar pela Boeing

SÃO PAULO - A possibilidade de uma redução maior nos custos operacionais foi o grande motivo pelo qual a TAM Linhas Aéreas decidiu hoje pela compra de quatro aviões Boeing 777-300 ER. Até então, a empresa brasileira só comprava jatos da européia Airbus.

O diretor de Relações com Investidores da TAM, Libero Barroso, disse que a combinação entre os preços das aeronaves e seus custos com manutenção, tripulação, seguros e leasing acabou mostrando a norte-americana Boeing como a melhor opção para a TAM.

Além disso, Barroso informou que a Boeing ofereceu condições interessantes para o leasing de três aeronaves MD-11, que serão utilizadas pela TAM até a entrega dos quatro 777-300, prevista para 2008. Os aviões envolvidos serão utilizados nas rotas internacionais da TAM.

Líder no mercado doméstico, com 51,1% de participação, a TAM observa oportunidades de expandir suas operações no exterior. Segundo o presidente da companhia, Marco Antonio Bologna, a empresa pretende aumentar suas freqüências para Miami, nos Estados Unidos, destino em que opera três vôos diários. Para Nova York, uma segunda rota começa a funcionar em 15 de dezembro próximo.

Já na Europa, a TAM foi autorizada a iniciar sua terceira freqüência para Paris e pretende ampliar a participação em Londres, cuja primeira rota foi inaugurada na semana passada. A empresa também pretende voar para Milão e ainda espera uma boa oportunidade para ir à Frankfurt, na Alemanha.

Na América do Sul, expansão dos vôos para Buenos Aires e Santiago também estão nos planos. A TAM aguarda ainda a aprovação das autoridades venezuelanas para operar uma freqüência para Caracas.

(Murillo Camarotto | Valor Online)

Shopping UOL